sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Blusa usada por Melania Trump dá que falar na internet

Com uma carreira de modelo no currículo, Melania Trump está habituada a dar nas vistas com a indumentária que apresenta. Desta vez, a mulher de Donald Trump decidiu usar uma blusa rosa. Contudo, a escolha está a dar que falar na internet.

Patrick Semansky

No último debate entre Trump e Hillary, Melania apareceu com uma blusa rosa da Gucci. Este modelito deixou a internet em polvorosa, não pelo preço - que chega quase aos 800 euros -, mas sim pelo nome em inglês dado à blusa: pussy bow.

De modo a entender o porquê do alvoroço em volta da blusa, é preciso lembrar o que Donald Trump disse em 2005. Na passada sexta-feira, o The Washington Post divulgou um vídeo com mais de 10 anos, onde o agora candidato republicano diz que pode fazer tudo o que quiser com as mulheres por ser famoso: "Grab them by the pussy. You can do anything" (Agarra-a pela ****. Consegues fazer o que quiseres, em português.)

A palavra pussy (que num dos seus significados refere-se ao órgão genital feminino) é a mesma dada à blusa que Melania decidiu usar no domingo à noite. Foi este o motivo que deixou os eleitores a pensar no que levou Melania a fazer tal escolha.

Em entrevista à CBS, um porta-voz da campanha disse que a escolha não foi intencional. Contudo, nem todos querem acreditar nas palavras do representante republicano. Uns acreditam que a mulher de Trump está a fazer uma rebelião silenciosa, outros brincam com a situação e dizem que Trump provavelmente roubou a blusa do armário da mulher.

  • NBC suspende Billy Bush após divulgação da conversa com Trump

    Eleições EUA 2016

    A NBC suspendeu Billy Bush da apresentação do programa "Today". A decisão surgiu na sequência do escândalo que se seguiu à divulgação da conversa que Billy Bush manteve com o candidato presidencial republicano, em 2005. No vídeo agora divulgado, Donald Trump conversa com o apresentador sobre mulheres usando uma linguagem imprópria, quando se deslocava para a gravação do programa "Access Hollywood", na altura dirigido por Billy Bush.

  • Alta tensão no segundo debate entre Clinton e Trump
    3:32

    Eleições EUA 2016

    O segundo debate entre os candidatos à presidencia dos Estados Unidos ficou marcado por uma enorme tensão. Durante hora e meia, Hillary Clinton e Donald Trump trocaram acusações. Os candidatos começaram por discutir comentários de Trump sobre mulheres. Outro momento marcante do frente-a-frente foi aquele em que o candidato republicano disse que se for eleito vai mandar Hillary Clinton para a cadeia por causa da controvérsia sobre os emails.

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.