sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Blusa usada por Melania Trump dá que falar na internet

Com uma carreira de modelo no currículo, Melania Trump está habituada a dar nas vistas com a indumentária que apresenta. Desta vez, a mulher de Donald Trump decidiu usar uma blusa rosa. Contudo, a escolha está a dar que falar na internet.

Patrick Semansky

No último debate entre Trump e Hillary, Melania apareceu com uma blusa rosa da Gucci. Este modelito deixou a internet em polvorosa, não pelo preço - que chega quase aos 800 euros -, mas sim pelo nome em inglês dado à blusa: pussy bow.

De modo a entender o porquê do alvoroço em volta da blusa, é preciso lembrar o que Donald Trump disse em 2005. Na passada sexta-feira, o The Washington Post divulgou um vídeo com mais de 10 anos, onde o agora candidato republicano diz que pode fazer tudo o que quiser com as mulheres por ser famoso: "Grab them by the pussy. You can do anything" (Agarra-a pela ****. Consegues fazer o que quiseres, em português.)

A palavra pussy (que num dos seus significados refere-se ao órgão genital feminino) é a mesma dada à blusa que Melania decidiu usar no domingo à noite. Foi este o motivo que deixou os eleitores a pensar no que levou Melania a fazer tal escolha.

Em entrevista à CBS, um porta-voz da campanha disse que a escolha não foi intencional. Contudo, nem todos querem acreditar nas palavras do representante republicano. Uns acreditam que a mulher de Trump está a fazer uma rebelião silenciosa, outros brincam com a situação e dizem que Trump provavelmente roubou a blusa do armário da mulher.

  • NBC suspende Billy Bush após divulgação da conversa com Trump

    Eleições EUA 2016

    A NBC suspendeu Billy Bush da apresentação do programa "Today". A decisão surgiu na sequência do escândalo que se seguiu à divulgação da conversa que Billy Bush manteve com o candidato presidencial republicano, em 2005. No vídeo agora divulgado, Donald Trump conversa com o apresentador sobre mulheres usando uma linguagem imprópria, quando se deslocava para a gravação do programa "Access Hollywood", na altura dirigido por Billy Bush.

  • Alta tensão no segundo debate entre Clinton e Trump
    3:32

    Eleições EUA 2016

    O segundo debate entre os candidatos à presidencia dos Estados Unidos ficou marcado por uma enorme tensão. Durante hora e meia, Hillary Clinton e Donald Trump trocaram acusações. Os candidatos começaram por discutir comentários de Trump sobre mulheres. Outro momento marcante do frente-a-frente foi aquele em que o candidato republicano disse que se for eleito vai mandar Hillary Clinton para a cadeia por causa da controvérsia sobre os emails.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.