sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

NBC suspende Billy Bush após divulgação da conversa com Trump

A NBC suspendeu Billy Bush da apresentação do programa "Today". A decisão surgiu na sequência do escândalo que se seguiu à divulgação da conversa que Billy Bush manteve com o candidato presidencial republicano, em 2005. No vídeo agora divulgado, Donald Trump conversa com o apresentador sobre mulheres usando uma linguagem imprópria, quando se deslocava para a gravação do programa "Access Hollywood", na altura dirigido por Billy Bush.

Entre outras declarações polémicas na gravação divulgada pelo jornal The Washington Post, Trump diz que tentou conquistar uma mulher casada e falhou, sendo que na altura o candidato republicano já era casado com Melania. Trump e Bush falam também sobre uma atriz que estava no set, Arianne Zucker.

“Sabe, eu sou automaticamente atraído pela beleza – eu simplesmente começo a beijá-las. É como um iman. Simplesmente beijo. E nem espero… e quando você é famoso elas deixam você fazer isso. Você pode fazer qualquer coisa”, afirmou Trump.

O vídeo divulgado na passada sexta-feira, dia 7, a um mês das eleições presidenciais, gerou a maior crise da campanha de Donald Trump, tendo dado origem a controvérsia no seio do partido, muitos republicanos pediram o seu afastamento.

Trump veio depois pedir desculpa à família e ao povo norte-americano pelas declarações. Billy Bush disse também, em declarações à Variety, que estava "embaraçado e envergonhado" com os comentários que tinha proferido.

Noah Oppenheim, produtor executivo do programa matinal da NBC "Today", comunicou que Bush foi afastado por tempo indeterminado da apresentação do show. "Simplesmente não há desculpa para a linguagem e comportamento do Billy naquela gravação", declarou Noah.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.