sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Venezuela condena campanha que compara Chávez com Trump

© Jonathan Ernst / Reuters

O governo venezuelano condenou esta quarta-feira uma campanha política do Partido Democrata dos Estados Unidos (EUA), que apoia a candidatura de Hillary Clinton, por comparar o candidato adversário, Donald Trump, a Hugo Chávez.

"A República Bolivariana da Venezuela condena categoricamente o atroz e infame vídeo do Partido Democrata dos EUA contra a memória do [falecido] comandante Hugo Chávez", que presidiu a Venezuela entre 1999 e 2013, anunciou a ministra venezuelana de Relações Exteriores.

Segundo Delcy Rodríguez, a "campanha eleitoral dos EUA reflete a profunda crise ética, moral e política de um sistema degradado que vira as costas ao povo".

Por outro lado, através da rede social Twitter, a ministra explica que "comparar o candidato [Donald] Trump com o comandante [Hugo] Chávez é uma expressão da arrogância racista e irracionalidade de um partido que não atende os seus eleitores".

"O comandante Chávez é um líder que transcendeu a nossa época pelo seu espírito democrático, a sua militância pelos pobres e o seu sentido universal de humanidade. Exigimos respeito pela memória eterna do comandante Hugo Chávez, ao comando de campanha do Partido Democrata, por este inescusável e aberrante vídeo", refere.

O vídeo em questão, de aproximadamente dois minutos de duração, foi divulgado pelo jornal norte-americano ´El Nuevo Herald' e nele se observam extratos em que ambos os líderes ameaçam multar e encerrar meios de comunicação social críticos e chegam inclusive a ameaçar prender os opositores.

Por outro lado tem ainda declarações do ex-presidente do México, Vicente Fox, em que afirma que "o ADN de Trump é o de um ditador em potência", e o compara com Fidel Castro, Adolfo Hitler, Hugo Chávez e Benito Mussolini.

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.