sicnot

Perfil

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Eleições EUA 2016

Trump anuncia nomeação de general James Mattis para a Defesa

Donald Trump e James Mattis encontraram-se em meados de novembro.

© Mike Segar / Reuters

O próximo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na quinta-feira que vai nomear o general na reserva James Mattis para dirigir o Departamento da Defesa.

"Vamos nomear 'Mad Dog' Mattis secretário da Defesa", anunciou Trump durante um comício em Cincinati, no estado do Ohio. "Mas só vamos anunciar na segunda-feira, não digam a ninguém", disse, em tom de brincadeira.

O anúncio público surge depois de a 20 de novembro a mesma informação ter sido avançada na conta oficial de Donald Trump na rede social Twiter.

"O general James 'Mad Dog' Mattis, que está a ser considerado para secretário da Defesa, foi muito impressionante ontem [sábado]. Um verdadeiro general dos generais!", lia-se no 'post' publicado então, um dia depois de Trump e Mattis se terem reunido.

Antigo general de infantaria da Marinha, Mattis foi chefe do Comando Central das Forças Armadas dos Estados Unidos da América entre 2010 e 2013, com responsabilidade sobre as tropas numa grande área que inclui o Médio Oriente.

Antes disso, entre outras funções, foi comandante das primeiras forças de infantaria da Marinha que invadiram o Afeganistão em 2001 e da primeira divisão da infantaria da Marinha durante a incursão no Iraque em 2003.

Mattis chocou com o Governo do Presidente norte-americano em funções, Barack Obama, relativamente a alguns assuntos sobre o Médio Oriente, nomeadamente sobre o Irão, um país que considerou a maior ameaça para os Estados Unidos naquela região.

Segundo a estação televisiva CNN, Mattis precisaria da autorização prévia do Congresso para poder ser nomeado secretário da Defesa, uma vez que as regras exigem que os militares reformados têm de ter estado inativos durante sete anos antes de assumirem este tipo de cargo.

No entanto, tendo em conta que os republicanos controlam aquele órgão, à partida esta autorização seria uma mera formalidade.

Lusa

  • E agora?
    15:07

    Reportagem Especial

    Há uma semana, Portugal voltou a ser palco de uma tragédia que matou pelo menos 44 pessoas e deixou cerca de 70 feridas. Os incêndios destruíram mais de 800 casas, dezenas de empresas e explorações agropecuárias, mataram milhares de animais e consumiram uma gigantesca área de floresta. A reportagem da SIC andou pelo concelho de Tondela, onde três pessoas morreram e o levantamento de prejuízos ainda não está fechado.

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • "Não compreendi absolutamente nada a substituição do Casillas"
    1:58
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    Os guarda-redes de FC Porto e Benfica estão neste momento em destaque depois de José Sá ter assumido a baliza dos dragões em detrimento de Iker Casillas. Nas águias, Svilar repetiu a titularidade frente ao Desportivo das Aves. Os comentadores do programa Play-Off Rodolfo Rei, Rui Santos, João Alves e Manuel Fernandes analisaram as duas situações.

  • Famílias afetadas pelos fogos começam a receber bens de primeira necessidade
    2:30
  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quem são os lesados do BES?
    4:52