sicnot

Perfil

Eleições França 2017

Fillon diz que ataques contra si visam destruir direita francesa

© Christian Hartmann / Reuters

O candidato da direita às eleições presidenciais em França, François Fillon, defendeu esta quinta-feira que as acusações de que tem sido alvo, de envolvimento em empregos fictícios da mulher, são uma tentativa de "destruir a direita e roubar-lhe votos".

"Não é justiça que procuram, é destruir-me. E, além da minha pessoa, destruir a direita, roubar-lhe os seus votos", afirmou num comício em Charleville-Mézières, no nordeste do país, que reuniu cerca de mil pessoas.

"Estes ataques não surgem do nada: foram cuidadosamente preparados, concebidos nas traseiras dos gabinetes que acabaremos por descobrir um dia", prosseguiu, após uma jornada de deslocações no nordeste de França, durante a qual tinha evitado responder a perguntas difíceis.

O ex-primeiro-ministro francês declarou-se responsável pelas suas decisões, dizendo: "Assumo a minha escolha de me apoiar na minha mulher e na minha família".

"Meus amigos, peço-vos que me ajudem a resistir, apesar de perceber que estas acusações perturbam alguns de vós, devido à sua insistência", lançou ainda ao público que acorreu a apoiá-lo.

O ministério público financeiro investiga desde a semana passada as atividades que permitiram a Penelope Fillon, segundo o jornal satírico Le Canard Enchainé, receber cerca de 900.000 euros brutos entre 1988 e 2013, como assistente parlamentar do marido e, a seguir, do seu sucessor na chefia do Governo, e como colaboradora de uma revista literária.

A investigação incide também sobre os empregos de dois dos seus filhos. Hoje, os investigadores, que já fizeram buscas na Assembleia Nacional e ouviram o casal Fillon, iam inquirir a secretária particular do candidato presidencial.

Segundo uma sondagem hoje divulgada, os apoiantes do partido de direita, os republicanos, continuam a depositar nele 58% da confiança, mas perto de sete franceses em dez (69%) desejam a sua substituição na corrida presidencial.

François Fillon, há muito considerado possível vencedor do escrutínio, seria agora eliminado à primeira volta, a 23 de abril, de acordo com outra sondagem, que o posiciona atrás da candidata de extrema-direita, Marine Le Pen (27%), e do centrista Emmanuel Macron (23%).

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03

    Mundo

    António Costa defendeu uma diplomacia pela paz. O primeiro-ministro português saiu em defesa da língua portuguesa e da presença do Brasil e da Índia no Conselho de Segurança das Nações Unidas. No discurso na Assembleia Geral da ONU, Costa salientou também o compromisso do país em relação ao multilateralismo e às questões ambientais.

  • Em Fátima só há escolas públicas no pré-escolar e 1.º ciclo
    2:48
  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Furacão Maria volta a ganhar força

    Mundo

    Apesar de ter perdido intensidade, após a passagem por Porto Rico, onde deixou um rasto de destruição, Maria voltou a ganhar força, é agora um furacão de categoria 3. Está a afetar a zona norte de Punta Cana, na República Dominicana com ventos que atingem os 90 km/há e move-se para o noroeste.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.