sicnot

Perfil

Eleições França 2017

Macron e Le Pen frente a frente em duelo televisivo crucial

Às 20:00 na SIC Notícias

Gonzalo Fuentes / Reuters

Um é centrista e pró-europeu, outra é de extrema-direita, anti-Europa e anti-imigração: Emmanuel Macron e Marine Le Pen, os dois candidatos à Presidência de França defrontam-se hoje num debate televisivo crucial. A quatro dias da segunda volta das eleições, estão separados por menos de 20% das intenções de voto.

Apostados em convencer indecisos e abstencionistas, os dois candidatos prometem para hoje um duelo feroz, perante os esperados 20 milhões de espectadores entre os cerca de 47 milhões de eleitores.

Ao fim de dez dias de campanha, Macron permanece à frente das sondagens, com 59% das intenções de voto, mas Le Pen tem uns perigosos 41%. A abstenção, que muitos receiam vir a beneficiar a extrema-direita, está entre os 22 e 38% enquanto 18% ainda estão indecisos.

O fracasso na primeira volta do arauto da esquerda anti-liberal Jean-Luc Mélenchon e do conservador François Fillon deixou muitos eleitores sem querer escolher entre "o mau e o péssimo".

Os jornalistas Christophe Jakubyszyn e Nathalie Saint-Cricq vão moderar o debate

Os jornalistas Christophe Jakubyszyn e Nathalie Saint-Cricq vão moderar o debate

POOL New / Reuters

Sondagem dá 59% a Macron e 41% a Le Pen

Segundo uma sondagem divulgada hoje, a quatro dias da segunda volta, Emmanuel Macron reforçou a vantagem sobre Marine Le Pen, com 59% e 41%, respetivamente.

Embora tenha perdido um ponto percentual relativamente à sondagem anterior do instituto Ipsos Sopra-Steria, Macron teve um aumento da proporção daqueles que, manifestando a intenção de votar nele, afirmam ter a certeza de que não vão mudar de opinião: 91%.

Entre os que afirmam que vão votar Le Pen, 88% dizem-se certos de que não mudam de opinião até domingo.

Seis em cada dez eleitores que tencionam votar em Macron vão fazê-lo "por defeito" e não por apreciarem as suas ideias ou propostas.

No caso de Le Pen, 6 em cada 10 eleitores dizem votar nela por convicção.

O estudo, realizado por internet a 30 de abril e 1 de maio junto de 13.742 pessoas, precisa que o eleitorado de um e outro candidato está claramente diferenciado.

O eleitorado de Macron é predominantemente feminino (62% das mulheres dizem que vão votar Macron) e estudantil (70%), mas também mais velho (65% dos maiores de 65 anos) e residente em cidades com mais de 200 mil habitantes (64%).

Le Pen, por seu lado, obtém as maiores percentagens entre os homens (44%), agricultores (48%), profissionais independentes (45%), operários (58%), desempregados (52%) e católicos (46%). Os eleitores da candidata da extrema-direita são por outro lado maioritariamente residentes no meio rural (45%) e em localidade com menos de 100.000 habitantes.

O estudo avalia o índice de participação na segunda volta em 76%, mais quatro pontos percentuais que na anterior sondagem, realizada a 16 e 17 de abril.
Os mais determinados a votar são os eleitores que na primeira volta votaram Le Pen (87%) e Macron (88%), seguidos pelos do candidato da direita, François Fillon (76%), do socialista Benoit Hamon (73%) e do candidato da esquerda, Jean-Luc Mélenchon (66%).

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois do tribunal ter desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31