sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Peugeot Portugal informa clientes que não utilizou métodos fraudulentos

A PSA Portugal, que agrega as marcas Peugeot, Citroën e DS, enviou hoje uma carta aos concessionários e clientes afirmando que os seus veículos nunca utilizaram métodos fraudulentos para falsear as emissões de gases poluentes.

Reuters

No documento a que a Lusa teve acesso, a PSA Portugal refere mesmo que os seus automóveis "nunca estiveram equipados com 'software' ou qualquer outro dispositivo para a deteção de testes de homologação em que se ativasse um tratamento de emissão NOx (óxidos de azoto), e que o mesmo se desativasse sob reais condições de condução".

A carta enviada aos concessionários e clientes adianta também que a PSA "apoia a introdução de um novo procedimento para homologação europeia, aplicável a partir de setembro de 2017, que seja mais representativo das condições reais de utilização do que a norma atualmente em vigor".

A PSA Portugal vende todos os modelos Peugeot, Citroën e a marca de luxo DS e produz veículos comerciais na sua fábrica em Mangualde, estando diretamente ligada à unidade fabril de Vigo em Espanha.

A European Federation for Transport and Environment (AISBL), entidade que trabalha com a Comissão Europeia, divulgou um estudo que revela que a diferença entre os resultados dos testes anti emissões de dióxido de carbono nos automóveis e o desempenho real "tornou-se num abismo", passando de 8% em 2001 para 40% em 2014.

O estudo "Mind the Gap" escreve que a Volkswagen "é ponta do iceberg" e que a "Mercedes, BMW e Peugeot distorcem dados".

Acrescenta ainda, a propósito da Mercedes, que os modelos classe A, C e E têm uma lacuna dos testes face ao desempenho real superior a 50%, enquanto na série 5 da BMW e no Peugeot 308 o fosso fica abaixo dos 50%.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.