sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Engenheiros da Volkswagen admitem manipulação a partir de 2008

Alguns engenheiros da Volkswagen confessaram que instalaram o 'software' para manipular os dados de emissões poluentes em alguns motores a partir de 2008, segundo a informação hoje publicada no jornal alemão Bild.

Markus Schreiber

Os engenheiros, que trabalham no desenvolvimento de motores na central do consórcio em Wolfsburg, no norte da Alemanha, afirmaram que o motor EA189 que estavam a desenvolver desde 2005, estava a ponto de começar a ser produzido em série.

Uma vez que não conseguiram encontrar uma fórmula que lhes permitisse cumprir, quer os limites de emissões poluentes, quer de custos, recorreram ao 'software' para evitar que um projeto que era de grande importância para o grupo tivesse de ser travado, de acordo com o diário alemão.

Segundo o jornal, o motor começou a ser produzido em série, não só para o mercado norte-americano, mas a nível mundial.

Ainda de acordo com o Bild, até ao momento as investigações não apresentaram quaisquer indícios de que o ex-presidente da Volkswagen Martin Winterkorn -- que apresentou demissão na sequência do escândalo das emissões poluentes -- estava a par das manipulações.

O jornal refere que um dos mais estreitos colaboradores de Winterkorn, Ulrich Hackenberg, está na mira da investigação interna e suspeita-se que este múltimo, não só estava a par da manipulação, como terá dado a ordem para que esta fosse efetuada.

A Volkswagen provocou na semana passada a indignação mundial quando admitiu que 11 milhões de carros a gasóleo em todo o mundo estão equipados com os chamados dispositivos de descativação que ativam controlos de poluição durante os testes, mas automaticamente os desligam quando o carro está em condução.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.