sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Autoeuropa admite ter fabricado viaturas com motores manipulados

A Autoeuropa admite ter fabricado viaturas com motores manipulados. Contactada pela SIC, e numa resposta por email, a empresa não afastou essa hipótese.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A unidade de Palmela adiantou à SIC, que "o número de unidades produzidas pela Volkswagen Autoeuropa que eventualmente tenham sido afetadas pela manipulação de emissões dos motores Diesel EA189 EU5 estão consideradas entre o total de veículos anunciado pelo Grupo Volkswagen."

Há, em todo o Mundo, 11 milhões de viaturas afetadas. São mais de 94 mil em Portugal.

A fábrica de Palmela tinha estado até aqui afastada deste escândalo. Estaria seguda de que os modelos da Volkswagen aqui produzidos não tinham os mtores fraudulentos. No início deste mês, o ministro da Economia disse mesmo que era preciso "separar as águas", entre a fábrica portuguesa e o que foi produzido na unidade de Wolfsburg

Sendo que Pires de Lima, a 2 de outubro, já deixava a porta aberta para este cenário. "Mesmo que eventualmente tenham sido produzidos veículos com motores com este software fraudulento, não é da responsabilidade da gestão da Autoeuropa", disse.´

O representante da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa, António Chroa, tinha já dito que seria provável que a fábrica tivesse montado carros com estes motores. Sendo que, no processo, a fábrica não teria qualquer informação deste "software". Isto porque os motores chegam a Palmela já montados.

Também a SIVA, que representa a Volkswagen em Portugal colocou essa hipótese. De acordo com o Jornal de Negócios, o dono de um VW Scirocco colocou o número do chassis no site da Volkswagen e terá surgido esta informação: "Lamentamos informá-lo de que o motor Tipo EA 189 do seu veículo com o número de chassis (...) que submeteu está afetado pelo 'software' que causa discrepâncias nos valores de óxidos de azoto durante os ensaios no dinamómetro"

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.