sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Autoridades alemãs obrigam Volkswagen a chamar carros às oficinas

As autoridades alemãs exigiram hoje à Volkswagen que chame às oficinas de forma obrigatória e imediata 2,4 milhões dos 2,8 milhões de veículos afetados pela fraude nas emissões poluentes.

© Paulo Whitaker / Reuters

A Agência Federal de Veículos a Motor (KBA, sigla em almeão) recusa assim a solução voluntária proposta pelo grupo Volkswagen para sanar a manipulação dos testes de emissões poluentes, um plano enviado na quarta-feira passada às autoridades alemãs.

"Exigimos uma chamada às oficinas para a reparação", afirmou um porta-voz da KBA à revista alemã Der Spiegel, citado pela Efe.

Para além disso, a Volkswagen terá de apresentar quanto antes prazos para uma solução dos veículos não incluídos nesta chamada obrigatória, cerca de 400.000 automóveis equipados com motor a gasóleo de 1.6 litros.

A Volkswagen reconheceu a 18 de setembro, após uma denúncia das autoridades norte-americanas, que instalou em 11 milhões de veículos em todo o mundo um dispositivo de manipulação de emissões, que as baixava ao nível legal só quando os veículos estavam a ser testados, mas que em condições normais emitia acima do permitido.

Após o escândalo, que custou o lugar de presidente executivo do grupo a Martin Winterkorn, as autoridades alemãs exigiram à Volkswagen um plano para eliminar na Alemanha o 'kit' fraudulento, que afeta 2,8 milhões de veículos.

Lusa

  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.