sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Autoridades alemãs obrigam Volkswagen a chamar carros às oficinas

As autoridades alemãs exigiram hoje à Volkswagen que chame às oficinas de forma obrigatória e imediata 2,4 milhões dos 2,8 milhões de veículos afetados pela fraude nas emissões poluentes.

© Paulo Whitaker / Reuters

A Agência Federal de Veículos a Motor (KBA, sigla em almeão) recusa assim a solução voluntária proposta pelo grupo Volkswagen para sanar a manipulação dos testes de emissões poluentes, um plano enviado na quarta-feira passada às autoridades alemãs.

"Exigimos uma chamada às oficinas para a reparação", afirmou um porta-voz da KBA à revista alemã Der Spiegel, citado pela Efe.

Para além disso, a Volkswagen terá de apresentar quanto antes prazos para uma solução dos veículos não incluídos nesta chamada obrigatória, cerca de 400.000 automóveis equipados com motor a gasóleo de 1.6 litros.

A Volkswagen reconheceu a 18 de setembro, após uma denúncia das autoridades norte-americanas, que instalou em 11 milhões de veículos em todo o mundo um dispositivo de manipulação de emissões, que as baixava ao nível legal só quando os veículos estavam a ser testados, mas que em condições normais emitia acima do permitido.

Após o escândalo, que custou o lugar de presidente executivo do grupo a Martin Winterkorn, as autoridades alemãs exigiram à Volkswagen um plano para eliminar na Alemanha o 'kit' fraudulento, que afeta 2,8 milhões de veículos.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.