sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Volkswagen descarta manipulação na versão anterior dos motores a gasóleo EA288

O grupo Volkswagen rejeitou hoje que as versões de motores a gasóleo mais modernas EA288, ainda fabricados sobre a norma de emissões Euro 5, tenham sido objeto de manipulações.

Brennan Linsley

Esta informação surgiu depois de ter sido noticiado que o construtor automóvel alemão estava a rever estes motores por suspeitar que também poderiam ter sido manipulados para distorcer os resultados dos testes de emissões poluentes.

Um porta-voz do construtor automóvel alemão, citado pela Efe, disse que a empresa fez uma revisão exaustiva a esses veículos e comprovou-se que não tinham instalado qualquer software destinado a manipular emissões poluentes.

O 'kit' fraudulento foi descoberto pelas autoridades ambientais norte-americanas e afeta os motores a diesel EA189, que apenas existem sobre a norma de emissões Euro 5.

Os modelos equipados com a nova geração de motores EA288, com a norma Euro 6, estavam acima de qualquer suspeita, mas a empresa decidiu analisar a primeira versão ainda fabricada ao abrigo da norma Euro 5.

De acordo com informação divulgada por vários media alemães, em cerca de três milhões de automóveis afetados pela manipulação não será suficiente apenas atualizar o programa informático, mas também modificar os motores.

No total, a Volkswagen vai chamar 8,5 milhões de automóveis na Europa para resolver o problema.

A 18 de setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores diesel do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

O grupo alemão admitiu a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias, e em Portugal, de acordo com informação divulgada pela SIVA, representante das marcas Volkswagen, Audi e Sköda, estima-se que existam cerca de 94 mil viaturas afetadas, mais 23 mil da marca Seat, totalizando 117 mil veículos.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lages
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twiiter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.