sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Toyota ultrapassa Volkswagen nas vendas até setembro

O fabricante de carros japonês Toyota, que foi "destronado" no primeiro semestre pelo alemão Volkswagen, reconquistou o primeiro lugar nas tabelas de vendas de automóveis nos primeiros nove meses do ano, segundo dados publicados hoje.

© Yuya Shino / Reuters

Entre janeiro e setembro, a Toyota vendeu mais de 7,49 milhões de veículos, contra 7,43 milhões da Volkswagen, que neste período ainda não tinha sido afetada pelo escândalo dos motores manipulados para distorcer os resultados das emissões poluentes.

Os dois grupos viram as suas vendas recuar em proporções idênticas (-1,5%).

No caso da Toyota, a diminuição explica-se com as vendas a meio gás no Japão (-7,8%), onde a recuperação económica é muito frágil, enquanto a Volkswagen sofreu com o mau desempenho de determinados mercados, incluindo a China e o Brasil.

Só nos próximos meses é que vai ser possível, portanto, avaliar o impacto do escândalo nas vendas do alemão Volkswagen.

A 18 de setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores 'diesel' do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

O grupo alemão admitiu a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias, e em Portugal, de acordo com informação divulgada pela SIVA, representante das marcas Volkswagen, Audi e Sköda, estima-se que existam cerca de 94 mil viaturas afetadas, mais 23 mil da marca Seat, totalizando 117 mil veículos.

Lusa

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.