sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Volkswagen pede empréstimo de 20 mil M€ para enfrentar escândalo

O grupo Volkswagen vai pedir um financiamento de 20 mil milhões de euros a 13 bancos na próxima sexta-feira para demonstrar que a empresa tem liquidez suficiente para enfrentar as consequências do escândalo das emissões poluentes, noticia a Bloomberg.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Suzanne Plunkett / Reuters

Citando fontes próximas da operação, a agência de informação financeira refere que os bancos, liderados pelo Citigroup e UniCredit, estão recetivos a emprestar entre 1,5 e 2,5 mil milhões de euros cada um.

Aliás, a Bloomberg adianta que a operação ultrapassou as expectativas, sendo que o grupo Volkswagen poderia fazer um financiamento de 29 mil milhões de euros.

Em princípio, os empréstimos poderão ser transformados em ações como reembolso numa fase posterior, de acordo com as mesmas fontes.

O grupo Volkswagen, que detém entre outras marcas, a Volkswagen, Audi, Seat, Porsche e Skoda, não precisa atualmente de dinheiro e está à procura de fundos adicionais para criar uma "almofada" financeira.

Embora a empresa tenha feito progressos relativamente à recolha de 8,5 milhões de carros com o 'kit' fraudulento na Europa, as negociações com os reguladores norte-americanos ainda estão em curso, provocando uma queda das vendas no país.

O impacto financeiro relativo ao escândalo das emissões calculado pelo grupo Volkswagen totaliza mais de 8,7 mil milhões de euros.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.