sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Autoridades europeias aprovam soluções técnicas da Volkswagen

O fabricante de automóveis Volkswagen anunciou hoje que as autoridades europeias "avaliaram positivamente" as soluções técnicas para os clientes na Europa, perante o escândalo das emissões poluentes.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Sergio Perez / Reuters

O presidente executivo do grupo Volkswagen, Matthias Müller, disse em conferência de imprensa na sede da companhia em Wolfsburgo, no norte da Alemanha, que "se vão começar a implementar as soluções a partir de janeiro de 2016"Autoridades europeias aprovam soluções técnicas da Volkswagen

Os primeiros resultados das investigações sobre a manipulação das emissões de óxidos de nitrogénio mostram que houve uma conduta errónea e falhas pessoais de alguns trabalhadores.

Mesmo assim, a Volkswagen reconhece que houve deficiências em alguns processos, o que favoreceu a falta de ética laboral de algumas pessoas, por exemplo, nos testes e processos de certificação que afetam os dispositivos de controle do motor, o 'software' que manipulou as emissões.

"O principal problema é que as responsabilidades não estavam suficientemente claras", segundo a Volkswagen.

A auditoria interna também encontrou deficiências em algumas áreas da infraestrutura de tecnologia de informação, que agora o grupo alemão promete solucionar.

"A Volkswagen vai introduzir sistemas de tecnológicos de informação que permitam observar processos individuais com maior eficiência e transparência", refere a empresa alemã.

O presidente do Conselho de Supervisão do grupo Volkswagen, Hans Dieter Pötsch, destacou a crise de confiança que foi gerada pelo escândalo de manipulação das emissões de gases poluentes, sobretudo em veículos a gasóleo.

"O grupo Volkswagen está completamente funcional em todos os sentidos, inclusivamente, nestes dias turbulentos. Depende de nós, como e quando ultrapassaremos os desafios atuais", disse Pötsch, citado pela EFE.

Lusa

  • Manchester canta "Don't Look Back in Anger" dos Oasis
    1:11

    Ataque em Manchester

    O Reino Unido cumpriu esta manhã, às 11:00, um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do ataque de segunda-feira em Manchester. Nesta cidade britânica, uma mulher começou a cantar a canção dos Oasis "Don't Look Back in Anger" e a multidão logo se juntou, num momento tocante.

  • Mesquita é demasiado pequena para a quantidade de fiéis que há em Lisboa
    1:16
  • Herói de Paris não vai à Rússia
    2:12
  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Hoje é o dia internacional da criança desaparecida
    1:52

    País

    Assinala-se esta quinta-feira o dia internacional da criança desaparecida, numa altura em que foi conhecido um dado preocupante: há cada vez mais raptos parentais. O Instituto de Apoio à Criança recebe, por dia, 10 pedidos de ajuda.

  • Primatóloga Jane Goodall na Cimeira National Geographic em Lisboa
    3:00