sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Volkswagen diz que "não há provas" que administração esteja envolvida no escândalo

O presidente do Conselho de Supervisão do grupo Volkswagen (VW) disse hoje que "não há provas" até agora que possam sugerir que os mais altos níveis de gestão, incluindo a administração, estejam envolvidos no escândalo das emissões poluentes.

Hans Dieter Pötsch disse, em conferência de imprensa na sede da empresa em Wolfsburgo, não existir "nenhuma prova que possa que os membros do Conselho de Supervisão ou os membros do Conselho de Administração estejam implicados".

Recorde-se que Martin Winterkorn pediu a demissão de cargo de presidente executivo do grupo no seguimento do escândalo sobre a acusação de a empresa ter falseado os dados sobre as emissões dos seus carros a gasóleo.

A 23 de setembro, o ex-presidente disse estar "chocado com os acontecimentos dos últimos dias".

"Acima de tudo, estou chocado que a má conduta em tal escala foi possível no grupo Volkswagen", afirmou, acrescentando que "a Volkswagen precisa de um novo começo. Estou a limpar o caminho para este novo começo com a minha demissão".

No dia seguinte, o grupo alemão anunciava que o presidente dos carros desportivos de luxo Porsche, Matthias Mueller, tido sido escolhido para suceder a Martin Winterkorn como presidente executivo do grupo Volkswagen.

A Volkswagen reconheceu ter falseado os dados, nos quais estão envolvidos 11 milhões de veículos em todo o mundo, 125.491 em Portugal.

Segundo o documento apresentado pelo Ministério da Economia do Governo anterior, há em Portugal 102.140 mil veículos afetados das marcas Volkswagen, Audi e Skoda e mais 23.351 da marca Seat.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25