sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Volkswagen nega qualquer "mentira" no caso das emissões poluentes

O presidente executivo da Volkswagen, Matthias Müller, negou hoje que tenha havido "mentira" no caso dos veículos com um dispositivo no motor para contornar os testes antipoluição, numa entrevista à rádio norte-americana NPR.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Fabian Bimmer / Reuters

"Era um problema técnico (...). Não fizemos a interpretação correta da lei norte-americana e fixámos determinados objetivos para os nossos engenheiros. Eles resolveram o problema, atingiram os objetivos com recurso a um dispositivo que não é compatível com a lei norte-americana. Foi isso que aconteceu", declarou.

"Não mentimos. Não percebemos qual era a questão. Começámos em 2014 a trabalhar para resolver o problema", acrescentou.

Questionado sobre se considerava a atitude da Volkswagen "ética", Müller disse que não percebia a pergunta, mas reiterou nesta entrevista as desculpas que tinha apresentado no domingo à margem do salão automóvel de Detroit, nos Estados Unidos.

O presidente do grupo repetiu que está empenhado em encontrar as soluções adequadas para os clientes, logo que possível.

Na quarta-feira, Müller vai reunir-se com a dirigente da agência norte-americana para a proteção do ambiente (EPA), Gina McCarthy.

"Vamos discutir com a EPA na quarta-feira e veremos se o nosso calendário é ou não apropriado", precisou.

Nos Estados Unidos, o grupo, acusado de ter desrespeitado as normas antipoluição, pode ter de pagar uma multa de pelo menos 20 mil milhões de dólares.

Estas declarações suscitaram reações na imprensa alemã. A edição 'online' do Spiegel escreve que "a impressão que Müller deixa nos Estados Unidos não pode ser mais desastrosa".

Segundo o mesmo texto, "as autoridades norte-americanas que estão a investigar o caso apontaram que a Volkswagen não está a cooperar o suficiente e está a minimizar o escândalo. Depois desta entrevista as desculpas oficiais apresentadas por Müller acabam por perder todo o valor".

Lusa

  • Costa preparado para falar da renegociação da dívida no plano europeu
    2:24

    Economia

    O primeiro-ministro não quer quebrar com as regras impostas pela UE e não vai dar o primeiro passo na renegociação da dívida, mas estará na linha da frente quando Bruxelas ceder. Em entrevista à RTP, António Costa garante que o Governo cumpriu tudo aquilo que acordou com o presidente demissionário da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues.

  • Benfica persegue oitavos da Liga dos Campeões

    Desporto

    O Benfica tenta hoje a qualificar-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, procurando uma vitória na receção ao Nápoles que lhe permita vencer o Grupo H e manter-se a salvo do perseguidor Besiktas.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.

  • Nova Deli é "altamente tóxica" para os cidadãos

    Mundo

    Nova Deli foi considerada altamente tóxica para os cidadãos. A capital da Índia é considerada há mais de três anos a cidade mais poluída do mundo, mas só este ano se concluiu que é tão tóxica que é capaz de provocar doenças crónicas a quem lá vive.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.