sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Autoridade da concorrência dos EUA apresenta queixa contra a Volkswagen

A autoridade da concorrência norte-americana apresentou hoje queixa contra o construtor automóvel alemão Volkswagen (VW) no caso da fraude com emissões poluentes.

O grupo alemão terá que chamar às oficinas cerca de 11 milhões de carros afetados pelo escândalo das emissões fraudulentas.

O grupo alemão terá que chamar às oficinas cerca de 11 milhões de carros afetados pelo escândalo das emissões fraudulentas.

© Steve Marcus / Reuters

Em comunicado, a autoridade da concorrência norte-americana (FTC, Federal Trade Commission) afirma que a VW mentiu aos consumidores através de campanhas publicitárias que promoviam os méritos dos veículos a diesel quando estes estavam equipados com um dispositivo que permitia manipular os testes de emissões poluentes.

A FTC pede à justiça que a VW tenha de dar uma compensação aos compradores dos veículos em causa entre 2008 e 2015 pelos danos sofridos.

Na queixa, é referido que "durante sete anos a Volkswagen mentiu aos consumidores tendo em vista a venda ou locação de mais de 550 mil viaturas a diesel com base em falsas afirmações, indicando que estas viaturas emitiam poucos gases poluentes, respeitavam o ambiente e estavam de acordo com as normas para emissões". A autoridade calculou o preço médio dos veículos em 28 mil dólares (cerca de 25 mil euros).

"A nossa queixa pretende obter uma compensação para os consumidores que compraram viaturas com base em práticas desleais e enganosas da Volkswagen", afirmou a presidente da FTC, Edith Ramirez, citada no comunicado.

Este escândalo foi denunciado nos Estados Unidos em setembro passado e o grupo alemão admitiu depois que mais de 11 milhões de veículos em todo o mundo estavam equipados com um dispositivo que permitia distorcer as emissões nos testes antipoluição.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.