sicnot

Perfil

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volskwagen

Escândalo Volkswagen

Volkswagen cria provisões de 7.000 M€ para litígios em todo o mundo

A Volkswagen criou provisões de 7.000 milhões de euros para litígios em todo o mundo e de 7.900 milhões de euros para os gastos com as modificações técnicas dos motores diesel e recompras de veículos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Sergio Perez / Reuters

A construtora de automóveis alemã, que em 2015 registou perdas de quase 1.600 milhões de euros, informou hoje que constituiu provisões no balanço de 2015 "para todas as repercussões quantificáveis" da manipulação das emissões de gases de motores 'diesel'.

A quantidade total de provisões ascende a 16.200 milhões de euros, que se refletem no resultado operacional.

A Volkswagen tinha conseguido em 2014 um lucro máximo de 10.847 milhões de euros.

O presidente do grupo Volkswagen, Matthias Müller, pediu desculpa hoje na sede central da empresa em Wolfsburg, no norte da Alemanha, durante a apresentação dos resultados de 2015.

"Sabemos que trouxeram muitas perguntas para Wolfsburg, incluindo as perguntas sobre o 'diesel'. Com a manipulação do 'software' dos motores 'diesel' na Volkswagen, as normas romperam-se e foram ultrapassados os limites éticos. Isto é muito doloroso e pedimos sinceras desculpas", afirmou Müller.

"Sabemos que dececionámos muita gente que tinha confiado na Volkswagen. Reconhecemos a nossa responsabilidade e estamos a fazer tudo o que podemos para recuperar a confiança. Isto é o mais importante para nós, para mim", disse.

As perdas operacionais foram no ano passado de 4.069 milhões de euros, contra um ganho operacional de 12.697 milhões de euros obtido em 2014, enquanto a faturação melhorou no exercício passado em 5,4% para o valor recorde de 213.292 milhões de euros.

Todas as marcas do grupo registaram resultados operacionais positivos exceto a marca espanhola, mas que conseguiu reduzir os números vermelhos para 10 milhões de euros.

O presidente do grupo Volkswagen explicou que a investigação de Jones Day está muito avançada e que o escritório de advogados norte-americano prevê que esta fique concluída no quarto trimestre de 2016.

A Volkswagen, que acaba de chegar a um acordo com as autoridades norte-americanos, pensava publicar os primeiros resultados da investigação de Jones Day este mês, mas o Tribunal norte-americano que julga o caso ordenou "a todas as partes para manterem uma confidencialidade estrita", recordou Müller.

Lusa

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois do tribunal ter desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31