sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

Fernando Santos diz que já tem a base dos 23 para o Euro2016

O treinador da seleção portuguesa de futebol, Fernando Santos, afirmou hoje, no Luxemburgo, já ter a base da equipa que levará ao Europeu do próximo ano, que decorrerá em França.

(Arquivo)

(Arquivo)

MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Na conferência de imprensa de lançamento do jogo particular entre o Luxemburgo e Portugal, de terça-feira, o selecionador indicou "não saber quem são os 23 jogadores que vão ao Europeu", mas a "base, claro que está" já definida.

"Claramente não há um grupo de 23 definido, agora, a base, claro que está. Não faria nenhum sentido que depois de todo um apuramento chegássemos a esta fase e que eu não soubesse de nada o que estava a pensar fazer em relação ao Europeu", afirmou.

Fernando Santos acrescentou que muitos dos jogadores presentes no Luxemburgo "irão ao Europeu, outros que aqui não estão, estarão no Europeu", referindo ainda a possibilidade de ser chamado alguém que nem disputou o apuramento para o Euro2016.

Com o encurtar do confronto com a Rússia de sexta-feira para sábado e a sua transferência de Londres para a cidade russa de Krasnodar, Fernando Santos admitiu hoje ter sido obrigado a "repensar" o esforço dos jogadores. "Mesmo na Rússia [derrota por 1-0], limitei o número de substituições de jogadores", recordou.

Questionado sobre se o empenho dos jogadores será igual num particular e em vésperas, nomeadamente, de um derbi entre Sporting e Benfica (quarta eliminatória da Taça de Portugal, em Alvalade), o treinador respondeu que todos os jogadores têm uma "atitude forte e estão com disponibilidade total, mas que em alguns acasos, no subconsciente" podem resguardar-se nas disputas mais fortes.

"Eu gostava que não fosse assim, mas também compreendo se há um caso ou outro em que isso possa acontecer", admitiu.

Sobre o jogo de terça-feira, que decorrerá no estádio Josy Barthel, na cidade do Luxemburgo, o treinador lembrou que para si não há adversários mais fortes ou mais fracos, mas "adversários que temos que respeitar, com as suas características e com a sua qualidade".

"Mas também é preciso testar os nossos índices de mentalidade, de força e de caráter. Para mim, o jogo com a Rússia teve o mesmo significado que o jogo com o Luxemburgo", sublinhou o selecionador, referindo esperar que Portugal seja uma "equipa muito aguerrida e com muita vontade, muita determinação".

Fernando Santos acredita que "a equipa do Luxemburgo irá trabalhar muito" e que os jogadores luxemburgueses "quase que vão fazer o jogo da sua vida".

"Nós temos que responder da mesma moeda, ou seja, fazer um pouco o jogo da nossa vida e equilibrar os momentos da vontade, da determinação, da organização e da coragem", resumiu.

O técnico fez questão de agradecer à comunidade portuguesa emigrada no Luxemburgo o apoio que têm demonstrado.

"Queremos dar uma alegria, queremos dar uma satisfação à comunidade portuguesa que aqui está, que precisa destes momentos", admitiu o treinador, lembrando que foi "um emigrante de luxo" e que sabe o que representa o "contacto com o país".

Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Samsung vai vender modelos reparados do Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics anunciou hoje que vai vender e alugar telemóveis reparados do modelo Galaxy Note 7 depois de no ano passado a empresa ter decidido suspender a respetiva produção devido a incêndios nas baterrias de íon-lítio.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.