sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

França garante que segurança vai ser prioridade no Euro 2016

O secretário de estado do desporto francês, Thierry Braillard, disse hoje que a segurança será a maior prioridade para o Campeonato da Europa de futebol, que decorrerá em França entre 10 de junho e 10 de julho.

© Pawel Kopczynski / Reuters

"Seja nos estádios, nos alojamentos das 24 seleções ou nas fun zones, tudo está a ser feito para que toda segurança seja a ideal", garantiu Thierry Braillard, dois dias depois dos atentados em Bruxelas, que provocaram 31 mortos e 270 feridos, de acordo com o último balanço.

Em Marselha, que acolherá seis jogos do Euro2016, Braillard insistiu que a "segurança será a prioridade" da prova e que o risco terrorista já tinha sido considerado quando os responsáveis franceses começaram a trabalhar na organização.

O chefe da polícia de Marselha, Laurent Nunez, acrescentou que "o risco terrorista não era nada de novo" e que as preocupações vão também focar-se nas fun zones, onde são esperados, naquela cidade francesa, cerca de 680.000 adeptos.

Os atentados em Bruxelas foram reivindicados pelo grupo extremista Daesh, num comunicado em que ameaçou os países que combatem os jihadistas com ataques "mais duros e mais amargos".

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala.

Lusa

  • A derrota que envergonhou a Argentina e apurou a Croácia

    Mundial 2018 / Argentina

    A Croácia garantiu esta quinta-feira a passagem aos oitavos de final do Mundial 2018. A seleção croata bateu a Argentina por 3-0 e deixou os sul-americanos com as contas do apuramento muito complicadas. Veja aqui os golos e os principais lances do encontro.

  • A "saída limpa" da Grécia ao fim de oito anos de resgates
    0:54
  • Lisboa vence prémio Capital Europeia Verde de 2020

    País

    A cidade de Lisboa venceu o prémio de Capital Europeia Verde de 2020, anunciou o comissário da União Europeia para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, numa cerimónia que decorreu em Nijmegen, na Holanda.

  • Trump culpa democratas pela separação de pais e filhos
    0:22
  • Melania quer famílias reunidas "o mais rápido possível"
    0:35

    Mundo

    A primeira dama dos Estados Unidos fez uma visita surpresa a um centro de detenção de crianças, na fronteira com o México. As imagens mostram a mulher de Donald Trump reunida com responsáveis, não se sabendo para já se Melania teve ou não contacto direto com algumas das crianças detidas.