sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

Marcelo, Costa e Ferro nos três primeiros jogos da seleção portuguesa

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, combinaram repartir entre si a representação institucional nos três primeiros jogos de Portugal no Euro2016.

Tiago Petinga

Miguel A.Lopes

Está previsto que Ferro Rodrigues assista ao jogo inaugural da seleção portuguesa de futebol, que António Costa esteja no segundo e Marcelo Rebelo de Sousa no terceiro jogo da fase de grupos do Campeonato Europeu de Futebol, em França, confirmaram à agência Lusa fontes dos três órgãos de soberania.

Portugal está no Grupo F da fase final do Euro2016 e vai defrontar a Islândia a 14 de junho, em Saint-Étienne, a Áustria a 18 de junho, em Paris, e a Hungria a 22 de junho, em Lyon.

A 10 de junho, data da abertura do Campeonato Europeu de Futebol, em Paris, o Presidente da República e o primeiro-ministro estarão juntos na capital francesa, mas para os festejos do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

As comemorações do Dia de Portugal terão início em Lisboa, mas vão prosseguir junto da comunidade portuguesa em Paris, numa iniciativa inédita que Marcelo Rebelo de Sousa já disse querer repetir a cada dois anos, junto de outras comunidades portuguesas no estrangeiro.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.