sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

Danny acredita que Portugal pode ganhar em França

O internacional português Danny afirmou hoje que acredita que Portugal pode ganhar o Europeu de futebol, mostrando-se "triste" por não poder ser um dos eleitos de Fernando Santos, mas "confiante" na "grande qualidade" da equipa.

Danny está em fim de contrato, mas a SIC tem conhecimento de que o jogador foi autorizado pela Federação Portuguesa de Futebol a deslocar-se à Rússia para tratar da renovação do contrato, que deve ser prolongado por mais duas épocas, ou seja, até 2017. (Arquivo)

Danny está em fim de contrato, mas a SIC tem conhecimento de que o jogador foi autorizado pela Federação Portuguesa de Futebol a deslocar-se à Rússia para tratar da renovação do contrato, que deve ser prolongado por mais duas épocas, ou seja, até 2017. (Arquivo)

Paulo Duarte / AP

"Sei que os jogadores de Portugal acreditam que podemos ganhar e eu sou daqueles que também acredito que Portugal tem qualidade para isso e estamos concentrados nesse objetivo, ganhar o Europeu", disse o médio que atua no Zenit e que esta tarde assistiu, em Moreira de Cónegos, ao Moreirense-Marítimo, a contar para a última jornada da I Liga portuguesa.

Ainda em jeito de antevisão ao Europeu, que vai disputar-se em França no verão, Danny não se escusou a comentar a possibilidade do selecionador português poder aproveitar a prova para iniciar uma renovação na equipa portuguesa.

"Agora estão a chegar jogadores com bastante qualidade dos Sub-21 e sei que para alguns será o último Europeu. Estamos super tranquilos de vem ai outra geração muito boa", referiu Danny, que devido a lesão, não pode ser opção para a convocatória de Fernando Santos.

Sobre a sua ausência, o atleta que, em Portugal representou o Marítimo e o Sporting, admitiu que, embora não soubesse se viria a ser chamado, ficou "muito triste", porque é "sempre uma situação má, mas, a pouco tempo de um Europeu, ainda mais triste".

"Agora é levantar a cabeça e recuperar bem para voltar. A operação correu muito bem, embora vá ser uma recuperação bastante prolongada de 12 a 14 meses, mas acho que, com força de vontade, se calhar vamos conseguir menos", resumiu.

Danny conquistou recentemente a Taça da Rússia em futebol ao serviço do Zenit, que é orientado por André Villas-Boas, mas o treinador português já anunciou que não continuará no clube russo.

"O que se diz é que ele vai parar um ano e não vai treinar ninguém. Mas não sei", disse Danny, que elogiou o trabalho do treinador.

Lusa

  • Danny falha Euro 2016

    Desporto

    O avançado Danny vai falhar a fase final do Europeu de futebol de 2016, devido a uma rotura de ligamentos cruzados no joelho direito, anunciou o Zenit São Petersburgo. Em comunicado, o clube russo dá conta da gravidade da lesão do seu "capitão", que vai ser submetido a uma terceira intervenção cirúrgica ao joelho direito, depois das operações em 2009 e 2012, estimando a recuperação em oito a nove meses.

  • Danny desiludido por falhar o Campeonato Europeu
    1:26

    Euro 2016

    Danny está afastado do Euro 2016 devido à rotura de ligamentos que sofreu no passado sábado, no jogo entre o Zenit e o Spartak de Moscovo. A rotura de ligamentos deverá afastá-lo dos relvados durante oito a nove meses. Depois de Fábio Coentrão, esta é a segunda baixa na Seleção Portuguesa para o Campeonato Europeu.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.