sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

Varane com paragem de duas a três semanas e mais longe do Europeu

O futebolista francês Raphaël Varane, que sofre de uma lesão numa coxa, estará ausente "entre duas a três semanas", revelou hoje o treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane.

A ida de Varane ao Euro2016 tem estado em dúvida, face a esta lesão, e na segunda-feira o selecionador gaulês Didier Deschamps entendeu chamar Adil Rami, do Sevilha, caso não venha a contar com o central merengue.

"Penso que será entre duas a três semanas", disse Zidane em conferência de imprensa, deixando praticamente claro que o seu jogador não estará no Europeu, competição que decorrerá em França de 10 de junho a 10 de julho.

Varane, pilar na seleção gaulesa, com 29 internacionalizações, não deverá recuperar a tempo do jogo de estreia da França, que a 10 de junho abre a competição frente à Roménia, em jogo do Grupo A.

Depois da estreia, a França defrontará a 15 de junho a Albânia e a 19 a Suíça.

"Espero que seja menos grave do que parece. Que exista a hipótese de se fazer algo para Varane estar no Europeu", acrescentou Zidane, que prepara a final da Liga dos Campeões, no sábado frente ao Atlético Madrid.

Lusa

  • Parabéns! Portugal faz hoje 839 anos

    País

    É dia de cantar os parabéns. Portugal celebra esta quarta-feira 839 anos, depois de a 23 de maio de 1179 o Papa Alexandre III ter emitido a bula "Manifestis Probatum" onde reconhece o território como reino independente.

    SIC

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • Presidente da República apoia reforma "quanto antes" do Tribunal de Contas
    1:13

    País

    O Presidente da República defendeu esta manhã uma reforma do Tribunal de Contas para que se adeque a lei que prevê o controlo das entidades públicas. Para Marcelo Rebelo de Sousa, se a lei der melhores meios de controlo e for de mais rápida aplicação, vai dissuadir casos de má gestão de dinheiros públicos que acabam por resultar em crimes.

  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.