sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

Hollande admite existência de ameaças de atentados durante o Euro 2016

O presidente francês, François Hollande, admitiu hoje, a cinco dias do início da competição, a "existência" da ameaça de atentados terroristas durante o Euro2016 de futebol, mas que não se deixará "impressionar".

CHRISTOPHE PETIT TESSON

"Essa ameaça manter-se-á, com certeza, durante um longo tempo", afirmou o chefe de Estado à rádio pública France Inter, razão pela qual "devem tomar-se todas as medidas para que o Euro2016 seja bem-sucedido".

A França, que se encontra em estado de emergência desde os atentados de Paris, em novembro do ano passado, que provocaram 130 mortos, "reuniu todos os meios para garantir a segurança da competição", afirmou Hollande.

Mais de 90 mil polícias e agentes de segurança privada estão mobilizados para proteger os estádios e as zonas públicas onde os jogos são transmitidos em ecrãs gigantes -- as chamadas 'fan zones' -, que devem acolher cerca de sete milhões de admiradores do futebol, entre 10 de junho e 10 de julho.

O presidente francês está também preocupado com as greves anunciadas pelos serviços ferroviários e pelos pilotos da transportadora aérea Air France, previstas para o próximo fim de semana: "Ninguém as compreenderá se impedirem as pessoas de viajar entre as 10 cidades que acolhem a competição".

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31