sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

Bruno Alves vai jogar em Itália no recém-promovido Cagliari

O defesa central, de 34 anos, assinou por duas temporadas com mais uma de opção.

HUGO DELGADO

Está assim afastada a possibilidade de Bruno Alves regressar a Portugal e em particular ao Futebol Clube do Porto.

O internacional português vai continuar no estrangeiro, depois de dois anos e meio no Zenit de São Pertersburgo e de três épocas no Fenerbahçe, na Turquia.

  • Portugal regressa aos treinos após derrota contra Inglaterra
    2:03

    Euro 2016

    Depois da derrota de ontem frente à Inglaterra, a seleção nacional regressou a meio gás aos treinos no Jamor. À exceção de Bruno Alves, todos os titulares foram poupados. O último jogo particular será quarta-feira contra a Estónia no Estádio da Luz. O presidente da Assembleia da República visitou hoje os jogadores na Cidade do Futebol e disse "Temos a melhor geração de sempre e a esperança de sermos campeões europeus em França".

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.