sicnot

Perfil

Euro 2016

Euro 2016

Euro 2016

De um a dois anos de prisão para três russos por violência em Marselha

euro2016.sic.pt

Os três adeptos russos detidos em França que foram hoje a julgamento foram condenados a 12, 18 e 24 meses de prisão efetiva, avança a France Press.

© Eric Gaillard / Reuters

Além das penas de prisão, o tribunal de Marselha decretou que Alexei Erunov, alvo da pena mais elevada, Serguei Gorbatchev, punido com ano e meio, e Nikolay Morozov, condenado a um ano de cadeia, ficam impedidos de entrar em França durante dois anos.

Além das penas de prisão, o tribunal de Marselha decretou que Alexei Erunov, alvo da pena mais elevada, Serguei Gorbatchev, punido com ano e meio, e Nikolay Morozov, condenado a um ano de cadeia, ficam impedidos de entrar em França durante dois anos.

Erunov, de 29 anos, diretor das relações com os adeptos do Lokomotiv de Moscovo, para o qual o procurador-adjunto André Ribes pedia dois anos e meio de prisão, reconheceu durante a audiência de hoje a sua presença nas imagens de vídeo em que se vê um grupo de adeptos russos a atingir ingleses com cadeiras e barras de ferro.

"Peço desculpa. Reconheço que estive lá, mas não atingi ninguém. Tenho as mãos limpas", disse o adepto no tribunal correcional de Marselha, numa declaração traduzida.

O tribunal teve acesso às imagens através de um vídeo filmado e colocado na rede social Youtube por adeptos russos, com recurso a uma câmara colocada junto ao corpo de um dos intervenientes.

"É uma caçada. Eles partem em passo de corrida, mantêm-se em grupo e conservam energia suficiente para aquilo a que chamam 'fight'", descreveu o magistrado. "Desde que haja um inglês isolado, eles atacam", acrescentou.

O procurador-adjunto também pedia 30 meses de prisão para Serguei Gorbatchev, de 33 anos, líder de uma claque do Arsenal Toula, da segunda divisão russa, que acabou condenado a ano e meio.

A decisão do tribunal foi ao encontro da pena que André Ribes solicitou para Nikolai Morozov, de 28 anos, adepto muito ativo do Dínamo de Moscovo.

Estes três adeptos fazem parte de um grupo de 43 russos detidos na terça-feira, dos quais 20 deverão ser expulsos de território francês, sem que enfrentem acusações, e os restantes 20 serão libertados.

Dos incidentes de sábado resultaram 35 feridos, a maioria dos quais britânicos, um deles em estado grave, mas estável.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.