sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Daesh reivindica autoria dos atentados

A mensagem foi difundida pela agência de notícias do próprio grupo terrorista e confirmada por um elemento dos Serviços Secretos do Iraque que, sob anonimato, confirmou que a operação foi planeada há dois meses, em Raqqa, no norte da Síria.

© Francois Lenoir / Reuters

Entretanto, o Governo belga já decretou três dias de luto nacional em memória das vitimas dos ataques desta manhã.

O último balanço dá conta de 34 mortos e cerca de duzentos feridos.

O presidente da Câmara de Bruxelas diz que a capital belga precisa de reforço policial.

De todo o mundo chegam mensagens de condolências e de solidariedade para com a Bélgica.

O primeiro-ministro francês defende a criação de uma base de dados de passageiros na aviação europeia. Já o presidente François Hollande condenou os ataques e disse que a Europa está em guerra.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC