sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Itália defende "estrutura unitária de defesa e segurança" na União Europeia

O primeiro-ministro de Itália, Matteo Renzi, defendeu hoje a criação de um "estrutura unitária de segurança e defesa" na União Europeia contra o terrorismo, no dia em que Bruxelas foi vítima de dois atentados reivindicados pelo Daesh.

© Eric Vidal / Reuters


"Para vencer o terrorismo a UE deve ir até ao final porque faz falta uma estrutura unitária de segurança e de defesa. Discute-se o tema da segurança comum desde 1954, a Europa deve fazer mais no plano interno", argumentou o primeiro-ministro italiano.

Para o presidente do governo italiano, que compareceu depois de presidir a uma sessão do Comité de Ordem e Segurança Nacional, "chegou o moento de dizer com clareza que a ameaça é global mas os assassinos são locais".

Por isso, argumentou, "é preciso um projeto de segurança, que não dê tréguas, que defenda a vida dos cidadãos europeus", mediante uma "estratégia lúcida e racional".

Criticando aqueles que "oferecem soluções milagrosas" e defendem o encerramento de fronteiras, Renzi disse: Quem cria ilusões e diz para fecharmos as fronteiras não se dá conta de que os inimigos já estão nas nossas cidades".

Na senda de reações aos atentados desta manhã em Bruxelas, o primeiro-ministro do Japão manifestou solidariedade e expressou a sua "indignação e comoção" numa missiva enviada ao seu homólogo belga, Charles Michel.

"O terrorismo nunca deve ser tolerado. Ofereço as minhas mais sentidas condolências àqueles que pereceram", disse o primeiro-ministro nipónico em declarações aos jornalistas ocidentais.

O rei de Marrocos, Mohamed VI, também ligou hoje ao seu homólogo belga para expressar as suas condolências e manifestou "a mais enérgica condenaçao destes atos terroristas".

Bruxelas foi hoje de manhã abalada por dois atentados, com duas explosões no aeroporto e uma no metro da capital da Bélgica, que fizeram pelo menos 34 mortos e dezenas de feridos.

A procuradoria belga já confirmou que, no caso do aeroporto, tratou-se de um atentado terrorista suicida.

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".