sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Ministro israelita acusa Europa de ter ignorado perigo

Um ministro israelita acusou hoje a Europa de ter ignorado o perigo de "células terroristas islamitas" no seu solo e ter preferido criticar Israel.

"Repito: vários são aqueles na Europa que preferiram dedicar-se à loucura de condenar Israel, colocar etiquetas nos seus produtos e a boicotar, enquanto no mesmo momento, sob o nariz dos cidadãos do continente, cresciam milhares de células terroristas extremistas islamitas", afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia e Espaço, Ofir Akunis, numa reação aos atentados de Bruxelas, na sua página na rede social Facebook.

Akunis, considerado próximo do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, referia-se à decisão da UE de rotular os produtos provenientes dos colonatos judaicos nos territórios palestinianos para os distinguir dos fabricados em Israel.

A UE denuncia regularmente a colonização judaica nos territórios palestinianos, que considera ilegal.

Uma grande parte da direita israelita denunciou esta rotulagem como um boicote contra Israel, o que a UE negou.

"Para nosso grande desgosto, a realidade atingiu dezenas de inocentes", disse, ao apresentar as suas condolências aos belgas e aos familiares das vítimas.

Lusa

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.