sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

"Os nossos mortos merecem mais do que o nosso ódio", lembra BE

O BE afirmou hoje que a primeira resposta aos atentados de hoje em Bruxelas deve ser da mais humilde humanidade, defendendo que aqueles que morreram "merecem mais do que o ódio" pelos terroristas.

Virginia Mayo

"Confrontados com este terror, a nossa primeira resposta deve ser da mais humilde humanidade", afirmou Pedro Filipe Soares, numa declaração em nome da bancada do BE, antes da aprovação, por unanimidade, de um voto de condenação e pesar da Assembleia da República pelos atentados terroristas em Bruxelas.

"Os nossos mortos merecem mais do que o nosso ódio e o ódio era a vitória daqueles que quiseram levar as bombas e que mataram com essas bombas", disse.

Para o líder da bancada parlamentar do BE, aqueles que em Bruxelas, Paris ou Madrid pereceram perante o terror, exigem que a Europa não se vergue perante o ódio e não deixe cair aquilo que construiu: "A liberdade, a defesa do Estado de direito e a garantia que é pela positiva que os direitos se exercem e não pela negativa".

"Não aceitamos ser instrumentalizados naquilo que aqueles que colocaram as bombas querem: que haja um choque de civilizações e de religiões", enfatizou.

Segundo Pedro Filipe Soares houve "desprezo pela vida daqueles que quiseram matar indiscriminadamente", deixando uma "palavra de solidariedade para com o povo belga, para com os povos europeus que foram vítimas de terrorismo e para com as famílias e os amigos daqueles que pereceram".

O deputado bloquista defendeu, por isso, uma resposta singela, que seja "pela positiva, pela afirmação que não há medo que possa destruir" aquilo que custou tanto a construir, como a liberdade e os Estados de direito.

Pelo menos 34 pessoas morreram e perto de duas centenas ficaram feridas nas três explosões registadas hoje em Bruxelas -- duas no aeroporto internacional de Zaventem e uma na estação de metro de Maalbeek, junto às instituições europeias, no centro da capital belga.

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala.

Lusa

  • "É necessário reafirmar a solidariedade europeia"
    2:02

    Atentados em Bruxelas

    A propósito dos atentados desta manhã em Bruxelas, o Presidente da República afirmou que é necessário lutar pela democracia, a liberdade, a paz e é necessário reafirmar a solidariedade europeia. Marcelo Rebelo de Sousa disse que já teve oportunidade de comunicar ao Rei Filipe da Bélgica que Portugal está solidário com a situação belga. Marcelo está a acompanhar os acontecimentos com especial atenção à portuguesa ferida nos ataques.

  • Terrorismo volta a abalar a Europa, 34 mortos em Bruxelas
    5:26

    Atentados em Bruxelas

    Pelo menos 34 mortos e pelo menos 200 feridos é o balanço de mais um atentado na Europa. Desta vez os alvos foram um aeroporto e uma estação de metro de Bruxelas. O terrorismo volta a abalar violentamente território europeu. As primeiras explosões ocorreram por volta das 7:00, hora de Lisboa, num dos principais aeroportos da capital belga.

  • Daesh reivindica autoria dos atentados

    Atentados em Bruxelas

    A mensagem foi difundida pela agência de notícias do próprio grupo terrorista e confirmada por um elemento dos Serviços Secretos do Iraque que, sob anonimato, confirmou que a operação foi planeada há dois meses, em Raqqa, no norte da Síria.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • Furacão Maria já causou pelo menos nove mortes

    Mundo

    O furacão Maria já causou pelo menos nove mortos durante a sua passagem pelas Antilhas Menores, tendo baixando para uma tempestade de grau três depois de atravessar Porto Rico, segundo as autoridades.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC