sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

PS pede combate ao terrorismo com os meios do Estado de Direito

O PS defendeu hoje que os fenómenos do terrorismo têm de ser combatidos com os meios próprios do Estado de Direito e salientou que muitos dos refugiados fogem precisamente da violência que agora atacou a capital belga.

© Christian Hartmann / Reuters

Esta posição foi transmitida pelo vice-presidente da bancada socialista Pedro Delgado Alves na Assembleia da República, antes da aprovação de um voto de pesar pelo parlamento em consequência dos atentados terroristas em Bruxelas, numa sessão a que assistiu o embaixador da Bélgica em Portugal, Boudewijn Dereymaerker.

Na sua intervenção, Pedro Delgado Alves defendeu que os fenómenos do terrorismo "têm de ser combatidos com os meios do Estado de Direito, com os meios que permitem reforçar a cooperação policial entre os diferentes países e que combatem a exclusão social - exclusão social que alimenta os fundamentalismos e os extremismos".

"Infelizmente acrescentamos hoje Bruxelas, a Nova Iorque, Paris, Madrid, Londres, Bagdade, Telavive, Beirute, Istambul, Moscovo ou Damasco, a tantas cidades que lidam com o fenómeno do terrorismo. Partilhamos os mesmos dramas, os mesmos valores e morremos da mesma maneira indistintamente de sermos belgas ou portugueses, flamengos ou valões, emigrados ou naturais, cristãos ou ateus, judeus ou muçulmanos, pobres ou ricos. Morremos todos da mesma maneira", sustentou o dirigente do PS.

Pedro Delgado Alves referiu depois que os terroristas "não escolhem as suas vítimas" e fez uma alusão ao fenómeno dos refugiados.

"Somos todos alvos da mesma barbárie. Num momento em que a Europa se confronta com aqueles que nas nossas cidades e portos fogem de conflitos violentos, temos que recordar e não perder o sentido de humanidade face a pessoas que sofrem há mais tempo do que nós o mesmo. Temos hoje mais em comum com aqueles que tiveram de fugir de Damasco ou de Alepo", considerou o vice do Grupo Parlamentar do PS.

Lusa

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.