sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Terroristas que atacaram aeroporto levavam bombas nas malas

Os terroristas que atacaram o aeroporto internacional de Bruxelas, onde duas explosões fizeram hoje de manhã pelo menos 14 mortos, transportavam as bombas em malas que colocaram em carrinhos de transporte de bagagem.

A informação foi dada pelo autarca do bairro onde se situa o aeroporto à agência de notícias francesa, France Presse.

"Eles chegaram de táxi, com malas, as bombas estavam dentro das malas. Eles puseram as malas em carrinhos. As duas primeiras bombas explodiram", afirmou o autarca de Zaventem, Francis Vermeiren.

"O terceiro (terrorista) também colocou a sua mala num carrinho, mas deve ter entrado em pânico, ela não explodiu", acrescentou.

A possível presença de três terroristas foi também referida pela procuradoria federal belga, que precisou que o terceiro, o único que terá sobrevivido, está a ser "ativamente procurado".

O atentado do aeroporto e o ocorrido também esta manhã no metro da capital belga, que fizeram, segundo o mais recente balanço das autoridades, mais de 30 mortos e perto de 200 feridos, foram já reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

  • Quem são os terroristas de Bruxelas
    3:24

    Atentados em Bruxelas

    A polícia belga pede à população ajuda para identificar um suspeito dos atentados desta manhã. O suspeito aparece numa foto com os supostos autores dos atentados no aeroporto de Bruxelas. Dois terão cometido o ataque suicida, o outro estará ainda a monte.

  • "O que nós temíamos aconteceu"
    2:41

    New Articles

    O primeiro-ministro da belga dirigiu-se aos cidadãos dizendo que um dos grandes receios do país aconteceu. Charles Michel disse ainda que a Bélgica tem de responder à altura à ameaça terrorista.

  • Polícia belga continua uma caça ao homem
    4:50

    Atentados em Bruxelas

    A correspondente da SIC, Susana Frexes, relata os últimos acontecimentos em Bruxelas após os atentados desta manhã. Num momento em que a polícia belga continua uma caça ao homem, a jornalista falou com o Comissário Europeu, Carlos Moedas, que salienta necessidade de uma maior cooperação europeia no combate ao terrorismo.

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.