sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Liga portuguesa decreta minuto de silêncio pelas vítimas dos atentados nos jogos de sábado

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) decretou hoje um minuto de silêncio em todos os jogos a realizar no sábado, "como manifestação de pesar pelas vítimas dos ataques terroristas ocorridos na Turquia e na Bélgica".

(Liga Portuguesa de Futebol)

(Liga Portuguesa de Futebol)

Assim, refere a Liga Portuguesa de Futebol em comunicado, "em defesa de valores fundamentais como a tolerância e o respeito pelos direitos humanos, as quatro partidas da II Liga, três referentes à 36.ª jornada e uma à 39.ª, serão precedidas do cumprimento de um minuto de silêncio".

A cidade de Bruxelas, capital da Bélgica e sede da União Europeia e da NATO, foi abalada por dois atentados na terça-feira, com duas explosões no aeroporto de Zaventem e uma na estação de metropolitano de Maelbeek, que provocaram 31 mortos e 270 feridos, de acordo com o último balanço, que revê em baixa o número de mortos anteriormente avançado.

Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, também conhecido por Daesh, num comunicado em que ameaçou os países que combatem os 'jihadistas' com ataques "mais duros e mais amargos".

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala.

Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05
  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00