sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Polícia encontrou explosivos em apartamento de Schaerbeek

Polícia encontrou explosivos em apartamento de Schaerbeek

As autoridades belgas encontraram material explosivo na morada de onde terão saído ontem os três suspeitos dos atentados. Os dados foram divulgados à polícia pelo taxista que transportou os três homens.

A polícia encontrou 15 quilos de explosivos e vários materiais para o fabrico de bombas no apartamento de Schaerbeek de onde partiram os autores do ataque ao aeroporto de Bruxelas, informou hoje o procurador belga.

Como tinha sido avançado pela imprensa, o procurador, Frédéric Van Leeuw, indicou que foi uma informação dada pelo taxista que transportou os presumíveis terroristas para o aeroporto que permitiu às autoridades identificar a residência ocupada pelos suspeitos em Schaerbeek.

"15 quilos de explosivos do tipo TATP foram encontrados, 150 litros de acetona, um detonador, malas cheias de pregos, ventiladores e outros materiais", disse numa conferência de imprensa em Bruxelas.

Os explosivos do tipo TATP têm sido frequentemente usados por membros do grupo Estado Islâmico, que reivindicou os atentados de terça-feira no aeroporto de Zaventem e na estação de metro de Maelbeek, em Bruxelas.

Por outro lado, e contrariamente ao que foi noticiado, o procurador afirmou que nenhuma arma, branca ou de fogo, foi encontrada no aeroporto.

Evocando o filme dos acontecimentos do dia de terça-feira, o procurador indicou que a primeira explosão no aeroporto ocorreu às 07:58 locais (06:58 em Lisboa) e a segunda 37 segundos depois.

Van Leeuw estabeleceu o balanço provisório de vítimas em 31 mortos e 270 feridos.

"Este número pode ainda infelizmente evoluir nas próximas horas", disse, referindo-se ao facto de haver vários feridos em estado crítico.

Com Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.