sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Seleção belga de futebol volta a cancelar treino

A seleção belga de futebol, que recebe Portugal a 29 de março, em jogo particular agendado para Bruxelas, voltou hoje a cancelar um treino, na sequência dos atentados de terça-feira.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

A sessão estava marcada para as 11:00 locais, no estádio Rei Balduíno, palco do encontro de 29 de março, mas a federação belga decidiu por um novo cancelamento.

"Continuamos em permanente contacto com a federação portuguesa. Tentámos também esclarecimentos junto das autoridades, mas é lógico que neste momento estão ocupadas com problemas muito mais urgentes. Assim que for possível, comunicaremos, provavelmente ainda hoje, mais informações sobre o programa da seleção", informou a federação belga, em comunicado.

Segundo a imprensa belga, a FPF terá proposto que o jogo se disputasse em Portugal, uma alternativa que não é do agrado do selecionador da Bélgica, Marc Wilmots.

Na terça-feira, Bruxelas foi atingida por três explosões, duas no aeroporto internacional de Zaventem e outra no metro, causando a morte de pelo menos 34 pessoas e ferindo 200.

Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Daesh.

Lusa

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.