sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Seleção belga de futebol volta a cancelar treino

A seleção belga de futebol, que recebe Portugal a 29 de março, em jogo particular agendado para Bruxelas, voltou hoje a cancelar um treino, na sequência dos atentados de terça-feira.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

A sessão estava marcada para as 11:00 locais, no estádio Rei Balduíno, palco do encontro de 29 de março, mas a federação belga decidiu por um novo cancelamento.

"Continuamos em permanente contacto com a federação portuguesa. Tentámos também esclarecimentos junto das autoridades, mas é lógico que neste momento estão ocupadas com problemas muito mais urgentes. Assim que for possível, comunicaremos, provavelmente ainda hoje, mais informações sobre o programa da seleção", informou a federação belga, em comunicado.

Segundo a imprensa belga, a FPF terá proposto que o jogo se disputasse em Portugal, uma alternativa que não é do agrado do selecionador da Bélgica, Marc Wilmots.

Na terça-feira, Bruxelas foi atingida por três explosões, duas no aeroporto internacional de Zaventem e outra no metro, causando a morte de pelo menos 34 pessoas e ferindo 200.

Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Daesh.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.