sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Aeroporto de Bruxelas encerrado pelo menos até domingo

O aeroporto internacional de Bruxelas-Zaventem vai permanecer encerrado para voos comerciais pelo menos até domingo, anunciou hoje a sociedade gestora do aeroporto.

© Francois Lenoir / Reuters

Na quarta-feira à tarde, a Brussels Airport tinha informado que o aeroporto internacional de Zaventem, fechado desde terça-feira de manhã após um ataque suicida no terminal de partidas, ia estar encerrado ao tráfego de passageiros pelo menos até sábado.

Ainda na quarta-feira, a empresa informou que os voos de carga e privados iam ser retomados.

"Os voos de passageiros de e para o aeroporto de Bruxelas estão suspensos até domingo, 27 de março, inclusive", escreveu a Brussels Airport na rede social Twitter.

"Existem muitos danos e não temos acesso ao edifício enquanto a investigação está em curso", acrescentou a sociedade gestora.

Ainda no Twitter, a empresa informou que começou a devolver as bagagens dos passageiros que estavam no aeroporto no dia do atentado suicida.

A Brussels Airport convidou ainda os utentes a entrarem em contacto com as respetivas companhias aéreas, tendo em conta o fim de semana da Páscoa, que marca o início de duas semanas de férias escolares na Bélgica.

O aeroporto de Zaventem começou a operar na década de 1940 e é um dos mais movimentados na Europa.

No ano passado, mais de 23 milhões de passageiros chegaram e partiram deste aeroporto, tornando-o o 21.º aeroporto mais movimentado na Europa. Cerca de 20 mil pessoas trabalham neste aeroporto.

Três explosões foram registadas na terça-feira em Bruxelas: duas no aeroporto internacional de Zaventem e uma na estação de metro de Maelbeek, junto às instituições europeias, no centro da capital belga.

Os atentados fizeram pelo menos 31 mortos e 300 feridos, dos quais 150 permanecem hospitalizados, incluindo 61 nos cuidados intensivos.

O grupo extremista Daesh reivindicou os ataques na capital belga.

Com Lusa

  • Aviação russa matou mais de 11 mil pessoas na Síria

    Mundo

    Pelo menos 11.612 pessoas morreram na Síria em resultado dos bombardeamentos da aviação russa, aliada do Governo de Damasco, iniciados em 30 de setembro de 2015, de acordo com dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

  • Mais de 500 casos de sarampo na Europa este ano, avisa OMS

    Mundo

    Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passado.