sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

PM belga recusa demissão de ministros do Interior e Justiça

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, recusou hoje os pedidos de demissão dos ministros do Interior e da Justiça, apresentados durante uma reunião do governo sobre os atentados de terça-feira em Bruxelas.

Koen Geens, ministro do Interior, Jan Jambon, e o da Justiça.

Koen Geens, ministro do Interior, Jan Jambon, e o da Justiça.

© Francois Lenoir / Reuters

O ministro do Interior, Jan Jambon, e o da Justiça, Koen Geens, apresentaram a demissão durante a reunião, segundo a televisão flamenga VTM.

O Conselho de Ministros da Bélgica está reunido desde manhã para analisar nomeadamente o processo relativo a Ibrahim El-Bakraoui, identificado como um dos autores do atentado no aeroporto de Zaventem e que a Turquia afirma ter detido no verão passado em Gaziantep (sul), expulsado para a Holanda e informado as autoridades belgas de que se tratava de um "combatente estrangeiro", informação que terá sido ignorada.

Na quarta-feira, o ministro da Justiça belga, Koen Geens, disse que a Bélgica desconhecia quaisquer ligações de Ibrahim El-Bakraoui ao terrorismo.

Os atentados de Bruxelas, no aeroporto de Zaventem e na estação de metro de Maelbeek, fizeram pelo menos 31 mortos e 300 feridos.

Os ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual em que aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.