sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Autoridades belgas pedem adiamento de marcha por motivos de segurança

As autoridades belgas estão a pedir às pessoas para que não participem na marcha de domingo em Bruxelas por motivos de segurança, sugerindo que a iniciativa, realizada em resposta aos atentados de terça-feira, seja adiada por algumas semanas.

(arquivo)

(arquivo)

© Francois Lenoir / Reuters

"Convidamos os cidadãos a não participarem na manifestação de amanhã (domingo)", afirmou hoje o ministro do Interior belga, Jan Jambon.

Um pedido que também foi feito pelo presidente da câmara de Bruxelas, Yvan Mayeur, que recordou que o nível de ameaça continua elevado.

"Tendo em conta que o nível 3 [numa escala de 4] de ameaça continua em vigor, tendo em conta as investigações em curso (...) e tendo em conta a mobilização da polícia e a sua capacidade no terreno (...) queremos convidar os cidadãos a não se manifestarem amanhã (domingo)", afirmou Yvan Mayeur, sugerindo o "adiamento da manifestação em algumas semanas".

A "Marcha contra o Medo" foi promovida através das redes sociais em resposta aos atentados que atingiram na terça-feira a capital belga e que fizeram pelo menos 31 mortos e cerca de 300 feridos.

As três explosões registadas na terça-feira em Bruxelas duas no aeroporto internacional de Zaventem e uma na estação de metro de Maelbeek, junto às instituições europeias, no centro da capital belga foram reivindicadas pelo Daesh.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47