sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Autoridades belgas pedem adiamento de marcha por motivos de segurança

As autoridades belgas estão a pedir às pessoas para que não participem na marcha de domingo em Bruxelas por motivos de segurança, sugerindo que a iniciativa, realizada em resposta aos atentados de terça-feira, seja adiada por algumas semanas.

(arquivo)

(arquivo)

© Francois Lenoir / Reuters

"Convidamos os cidadãos a não participarem na manifestação de amanhã (domingo)", afirmou hoje o ministro do Interior belga, Jan Jambon.

Um pedido que também foi feito pelo presidente da câmara de Bruxelas, Yvan Mayeur, que recordou que o nível de ameaça continua elevado.

"Tendo em conta que o nível 3 [numa escala de 4] de ameaça continua em vigor, tendo em conta as investigações em curso (...) e tendo em conta a mobilização da polícia e a sua capacidade no terreno (...) queremos convidar os cidadãos a não se manifestarem amanhã (domingo)", afirmou Yvan Mayeur, sugerindo o "adiamento da manifestação em algumas semanas".

A "Marcha contra o Medo" foi promovida através das redes sociais em resposta aos atentados que atingiram na terça-feira a capital belga e que fizeram pelo menos 31 mortos e cerca de 300 feridos.

As três explosões registadas na terça-feira em Bruxelas duas no aeroporto internacional de Zaventem e uma na estação de metro de Maelbeek, junto às instituições europeias, no centro da capital belga foram reivindicadas pelo Daesh.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.