sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Autoridades belgas libertaram Fayçal Cheffou

Fayçal Cheffou foi libertado hoje depois detido na sequência dos atentados de terça-feira em Bruxelas, por as pistas iniciais não terem sido sustentadas por investigações posteriores, segundo a procuradoria federal belga.

Fayçal Cheffou chegou a ser apontado como o terceiro suspeito do ataque ao aeroporto, que terá fugido

Fayçal Cheffou chegou a ser apontado como o terceiro suspeito do ataque ao aeroporto, que terá fugido

BELGIAN FEDERAL POLICE / HANDOUT

"As pistas que levaram à detenção de Fayçal Cheffou não foram sustentadas pela evolução do atual inquérito. Em consequência, o individuo foi libertado pelo juiz de instrução", informou a procuradoria, sem acrescentar mais pormenores.

Fayçal Cheffou chegou a ser apontado como o terceiro homem que estaria no aeroporto de Bruxelas para perpetrar os atentados.

Mas a divulgação hoje de um vídeo do denominado suspeito do chapéu levantou dúvidas, na imprensa local, sobre se a polícia não estaria a procurar um outro homem que não Fayçal Cheffou.

Duas explosões no aeroporto de Bruxelas e uma na estação de metro de Maelbeek mataram pelo menos 35 pessoas. Três terroristas também morreram.

O Ministério da Saúde belga fez, entretanto, saber que 96 feridos ainda se encontram hospitalizados, dos quais 93 na Bélgica, dois em França e um está a caminho dos Estados Unidos.

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.