sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Ministério da Saúde belga diz que ainda há 47 feridos nos cuidados intensivos

O Ministério da Saúde belga informou hoje estarem ainda 87 pessoas hospitalizadas na Bélgica, das quais 47 nos cuidados intensivos, no âmbito dos atentados terroristas de dia 22 de março, em Bruxelas.

Estragos visíveis no aeroporto de Bruxelas.

Estragos visíveis no aeroporto de Bruxelas.

© Francois Lenoir / Reuters

Em comunicado, o ministério precisou ainda que, do total dos internados, 31 pessoas estão a receber cuidados especializados em unidades de queimados.

O balanço definitivo de 32 mortos foi divulgado uma semana depois das explosões registadas na estação de metropolitano de Maelbeek e no aeroporto de Zaventem, nas quais morreram três bombistas suicidas.

Pela parte do aeroporto foi anunciado que a estrutura continuará encerrada, pelo menos, até à tarde de quinta-feira, enquanto continua a avaliação do teste realizado na terça-feira às estruturas e à segurança.

O teste foi realizado voluntariamente por 800 funcionários do aeroporto, que deverá reabrir com estruturas provisórias e a 20% da sua capacidade, ou seja a receber entre 800 a 1.000 passageiros por hora.

Também permanece o pré-aviso de greve da polícia aeroportuária de Zaventem, depois da reunião inconclusiva de hoje, estando previsto um novo encontro de concertação para quinta-feira.

Ainda antes dos ataques, os sindicatos tinham reivindicado, nomeadamente, maiores condições de segurança, como o controlo de passageiros à entrada da zona de registo.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42