sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Mohamed Abrini confessa ser o "homem do chapéu" do aeroporto de Bruxelas

Mohamed Abrini, acusado no processo dos atentados terroristas de Paris, é o terceiro homem "nos ataques" no aeroporto de Bruxelas, a 22 de março, denominado "o homem do chapéu", anunciou hoje a procuradoria federal belga.

"Ele confessou ter estado no local do crime e explicou que deitou o casaco para o lixo e vendeu o chapéu" depois dos atentados, indicou em comunicado.

A procuradoria acusou o belga-marroquino Mohamed Abrini de "participação em atividades de um grupo terrorista e de assassínios terroristas" em relação com os atentados de 13 de novembro em Paris.

Inicialmente, a procuradoria afirmou que "ainda não era possível" pronunciar-se sobre a presença, ou não, de Mohamed Abrini, de 31 anos, no aeroporto de Zaventem, a 22 de março.

Na quinta-feira, as autoridades belgas emitiram um novo aviso para tentar encontrar este terceiro atacante, e difundiram novas imagens de câmaras de videovigilância e um pequeno vídeo que traça o percurso de Abrini, desde que saiu do aeroporto até se ter perdido o seu rasto, em Bruxelas, cerca de duas horas mais tarde.

De acordo com o diário belga L'Echo, Mohamed Abrini terá explicado aos investigadores e ao juiz de instrução, responsáveis pelo interrogatório, que os atacantes de 22 de março pretendiam voltar a atacar Paris, mas foram surpreendidos pela investigação belga e decidiram precipitadamente atuar em Bruxelas.

A procuradoria belga não confirmou esta informação, indicou a agência noticiosa belga.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.