sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

TAP retoma operação normal para Bruxelas na 2ª feira

A TAP vai retomar a sua operação normal para Bruxelas a partir de segunda-feira, com quatro voos diários, disse à Lusa fonte oficial da transportadora aérea.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Paulo Whitaker / Reuters

Numa declaração enviada à Lusa, a TAP adianta que retoma a sua operação normal para Bruxelas a partir do dia 2 de maio e apela aos passageiros que partam daquela cidade para que estejam no aeroporto três horas antes da saída do seu voo, devido aos constrangimentos no tempo de atendimento no check-in, face a alterações temporárias na infraestrutura e no controlo de segurança, que ainda persistem, depois dos atentados.

A TAP incentiva ainda a que os passageiros façam o check-in online ou através da aplicação para dispositivos móveis.

A 22 de março passado, dois bombistas suicidas fizeram-se explodir na zona das partidas do aeroporto internacional de Bruxelas-Zaventem, cerca das 08:00 (menos uma hora do que em Lisboa) seguindo-se um novo atentado, uma hora depois, na estação do metro de Maelbeeck, todos reivindicados pelo Daesh.

Os atentados de 22 de março, no aeroporto e no metro de Bruxelas, causaram pelo menos 35 mortos.

Lusa

  • Aeroporto de Bruxelas volta a receber passageiros
    1:51

    Mundo

    O aeroporto de Bruxelas voltou hoje a receber passageiros. No total realizaram-se seis voos: três partidas e três chegadas e o primeiro avião a descolar tinha como destino Faro. O número de voos deverá aumentar progressivamente durante a próxima semana, mas muitas companhias vão ter de continuar a utilizar os aeroportos regionais do país. É o caso da TAP que ainda não sabe quando retomará as ligações a Bruxelas..

  • Primeiro voo do aeroporto de Zaventem tem como destino Faro
    1:38

    País

    O primeiro voo que partiu, esta manhã, do aeroporto de Bruxelas tem como destino Faro. Além deste haverá apenas mais dois voos mas ao longo da semana o número de viagens deverá aumentar progressivamente até aos 20% da capacidade habitual do aeroporto. Os voos realizam-se sob fortes medidas de segurança e só os passageiros podem entrar no edifício do aeroporto.