sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas

Detido mais um suspeito de participar nos ataques de Bruxelas

O homem que foi detido esta noite por alegado envolvimento nos atentados de Bruxelas de 22 de março trabalhava no aeroporto de Zaventem, tinha acesso direto aos aviões na pista e era amigo de infância de Khalid El Bakraoui.

© Francois Lenoir / Reuters

O detido, Youssef E.A., de 31 anos, era também amigo de outros suspeitos de terem participado nos ataques e suspeita-se de que esteve no apartamento de Etterbeek, em Bruxelas, onde foi preparado o atentado da estação de metro de Maelbeek.

Foram descobertas no seu computador mensagens do bombista suicida Khalid El Bakraoui, que indicavam que todas as terças-feiras saem de Zaventem voos para os Estados Unidos, Rússia e Israel.

Os três terroristas do aeroporto tinham planeado fazer-se explodir nas filas de embarque para os voos com aqueles destinos.

Najim Laachraoui e Ibrahim El Bakraoui fizeram-no, mas o terceiro homem, Mohamed Abrini, fugiu e abandonou a carga de explosivos.

O computador de Youssef E.A. continha também uma mensagem de outubro de 2015 que dizia: "um dos nossos irmãos passará à ação a 22 de março de 2016".

Youssef E.A. tem nacionalidade belga e foi detido ao abrigo de um mandato de captura, informaram as autoridades belgas.

Com este, são já oito as pessoas detidas desde março, na sequência das investigações aos atentados de Bruxelas.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.