sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Detido mais um suspeito de participar nos ataques de Bruxelas

O homem que foi detido esta noite por alegado envolvimento nos atentados de Bruxelas de 22 de março trabalhava no aeroporto de Zaventem, tinha acesso direto aos aviões na pista e era amigo de infância de Khalid El Bakraoui.

© Francois Lenoir / Reuters

O detido, Youssef E.A., de 31 anos, era também amigo de outros suspeitos de terem participado nos ataques e suspeita-se de que esteve no apartamento de Etterbeek, em Bruxelas, onde foi preparado o atentado da estação de metro de Maelbeek.

Foram descobertas no seu computador mensagens do bombista suicida Khalid El Bakraoui, que indicavam que todas as terças-feiras saem de Zaventem voos para os Estados Unidos, Rússia e Israel.

Os três terroristas do aeroporto tinham planeado fazer-se explodir nas filas de embarque para os voos com aqueles destinos.

Najim Laachraoui e Ibrahim El Bakraoui fizeram-no, mas o terceiro homem, Mohamed Abrini, fugiu e abandonou a carga de explosivos.

O computador de Youssef E.A. continha também uma mensagem de outubro de 2015 que dizia: "um dos nossos irmãos passará à ação a 22 de março de 2016".

Youssef E.A. tem nacionalidade belga e foi detido ao abrigo de um mandato de captura, informaram as autoridades belgas.

Com este, são já oito as pessoas detidas desde março, na sequência das investigações aos atentados de Bruxelas.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Pyongyang cria vídeo a simular ataque a navios dos EUA
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos da América pretendem reforçar as sanções à Coreia do Norte e investir nos esforços diplomáticos. Contudo, a tensão militar persiste. Pyongyang emitiu um vídeo em que simula um ataque a navios norte-americanos.

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.