sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Aeroporto de Bruxelas sem plano de emergência para ataques terroristas

O aeroporto de Bruxelas está sem plano para responder a ataques terroristas como os de 22 de março e a comunicação entre os serviços de socorro foi desastrosa, segundo um relatório hoje divulgado pela imprensa belga.

Os atentados de Bruxelas fizeram mais de 30 mortos e cerca de 300 feridos.

Os atentados de Bruxelas fizeram mais de 30 mortos e cerca de 300 feridos.

© POOL New / Reuters

A gestão da situação e a falta de comunicação entre serviços de socorro nas primeiras horas após as duas explosões de bombistas suicidas no aeroporto internacional de Zaventen são criticadas num relatório da comissão de inquérito do parlamento federal, divulgado pelo Le Soir e a televisão pública RTBF.

"A 22 de março, assistimos a uma falha total da comunicação", concluíram os relatores, dando como exemplo a saturação da rede de rádio usada pela polícia e bombeiros, de tal modo que falharam 34 mil tentativas de comunicação, quase uma em cada quatro.

No relatório defende-se uma revisão profunda do funcionamento do centro de crise e lamenta ainda o congestionamento das redes de telemóveis, que deixaram de funcionar.

"Na prática, os serviços de socorro recorreram várias vezes a soluções criativas", refere o documento, tendo sido usadas aplicações como o WhatsApp para os vários intervenientes conseguirem comunicar e coordenar-se entre si.

A comissão de inquérito refere ainda que os planos de emergência concebidos para o aeroporto não previam atentados terroristas, pelo que nunca houve exercícios neste âmbito e apela a que estes sejam revistos "com urgência".

Por seu lado, a empresa que explora a rede de metro, autocarros e elétricos, a STIB, tinha já feito um plano de emergência após os atentados na estação de comboios Atocha, em Madrid, em 2004, e um centro de comando foi imediatamente ativado após o atentado na estação do metro de Maelbeeck.

Os atentados de 22 de março, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, fizeram um total de 32 mortos no aeroporto e no metro em Bruxelas.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC