sicnot

Perfil

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas - 1 ano

Atentados em Bruxelas

Mais de 500 polícias pediram ajuda psicológica depois dos atentados de Bruxelas

Mais de 500 polícias pediram ajuda psicológica depois dos atentados de 22 de março em Bruxelas, que fizeram 32 vítimas mortais, informa a cadeia de rádio e televisão RTBF na sua página na Internet.

O ministro do Interior belga, Jan Jambon, indicou que 520 agentes recorreram aos serviços de apoio psicológico da polícia federal depois dos ataques no aeroporto de Zaventem e na estação de metro de Maelbeek.

"Trata-se sobretudo de pedidos em grupo das unidades para os elementos do pessoal que atuaram no aeroporto ou na estação de metro de Maelbeelk", esclareceu o ministro em resposta a uma questão parlamentar escrita, citada pela RTBF.

Mais de quatro meses depois dos atentados, os oficiais da polícia continuam a poder solicitar este apoio psicológico.

Jambon refere, no entanto, que das 520 pessoas que pediram ajuda até agora apenas uma parte continua a receber tratamento.

Os atentados na capital belga foram reivindicados pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.