Depois de um jejum de quatro temporadas, o FC Porto voltou a sagrar-se campeão nacional. Marega, Herrera ou Casillas foram figuras de proa, numa conquista lograda na época de estreia de Sérgio Conceição ao leme dos azuis e brancos.