sicnot

Perfil

Festivais de Verão

Festivais de Verão

Festivais de Verão

Arcade Fire no NOS Alive em Lisboa

O grupo canadiano Arcade Fire vai atuar a 09 de julho na 10.ª edição do festival NOS Alive, no passeio marítimo de Algés, em Lisboa, anunciou hoje a promotora Everything is New.

O vocalista da banda canadiana, Win Butler. (Reuters)

O vocalista da banda canadiana, Win Butler. (Reuters)

© Mario Anzuoni / Reuters

A banda, formada em Montreal, Canadá, que já atuou várias vezes em Portugal, vai atuar no último dia do festival NOS Alive.

O grupo Arcade Fire foi formado há mais de dez anos, em Montreal, tendo lançado o disco "Arcade Fire" (2003) e os álbuns "Funeral" (2004), "Neon Bible (2007) e "The Suburbs" (2010), que lhes valeu em 2011 o prémio Grammy de álbum do ano, e "Reflektor", lançado em 2013.

O álbum "Reflektor, foi lançado em outubro de 2013, nos estúdios Sonovox, e é referido pela imprensa como "a dark disco classic" (The Times) e "an art rock epic" (The Telegraph).

Com o nome da primeira faixa do álbum, "Reflektor", atingiu o n.º 1 nas principais tabelas do Reino Unido, Canadá, Irlanda, Portugal, Bélgica e EUA e liderou as tabelas do iTunes em 40 países.

O festival Nos Alive decorrerá este ano de 07 a 09 de julho, tendo já sido anunciadas as presenças de Courtney Barnett, Father John Misty, Foals, Hot Chip, John Grant, José González, M83, Paus, Pixies, Radiohead, Robert Plant, Tame Impala, The 1975, The Chemical Brothers, Wolf Alice e Years & Years.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19