sicnot

Perfil

Festivais de Verão

Festivais de Verão

Festivais de Verão

Ambientalistas pedem a Elton John que boicote festival Marés Vivas

Numa carta aberta enviada a Elton John e a outros músicos, alguns ativistas portugueses expuseram as suas preocupações quanto à localização do festival Marés Vivas. Dizem que o festival, realizado este ano numa zona de reserva natural junto ao Douro, ameaça a preservação das espécies que ali se encontram.

(arquivo)

(arquivo)

Abraham Caro Marin

O festival Marés Vivas começa em julho em Gaia, a uma distância de apenas 100 metros do estuário do Douro.

O local é a casa de mais de 220 espécies de aves e é um dos sítios mais populares na Europa para observação de aves.

Os ambientalistas escreveram não só a Elton John, como também a outros músicos que vão atuar no festival, e pediram que ficassem contra os danos ambientais que o Marés Viva pode vir a causar.

O festival espera receber cerca de 30 mil visitantes por dia. Os ambientalistas estão preocupados que a multidão, o barulho e as luzes tenham um impacto negativo na vida selvagem que ali habita.

A carta fala ainda nas preparações do festival, que segundo os ambientalistas já estão a causar danos.

Para além da carta aberta, os ambientalistas e a Quercus levaram o caso a tribunal. Na semana passada, um juiz deu ordem da suspensão dos trabalhos de terraplanagem.

Bernd Markowsky, um dos ambientalistas, acusa o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Rodrigues, e os organizadores do festival de não se importarem com o Ambiente.

Contudo, Eduardo Rodrigues negou que o festival trouxesse impactos negativos para a reserva natural e condenou a carta enviada pelos ambientalistas, afirmando que não iria mudar nada.

Segundo o The Guardian, os representantes de Elton John não responderam à carta.

  • Comitiva portuguesa terminou visita à central de Almaraz

    País

    A visita técnica da delegação portuguesa e da Comissão Europeia à central nuclear de Almaraz, em Espanha, realizou-se esta segunda-feira. A visita serviu para Portugal se inteirar sobre o funcionamento da central e sobre o projeto de construção de uma instalação para armazenamento de resíduos radioativos.

  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.