sicnot

Perfil

Festival de Literatura-Mundo do Sal

À conversa com José Luís Peixoto

Enviados SIC

À conversa com José Luís Peixoto

Raquel Marinho

Jornalista

José Luís Peixoto foi o curador do Festival de Literatura-Mundo do Sal, um encontro de escritores e académicos que decorreu nos últimos dias na Ilha do Sal, e que reuniu convidados de 13 países. Agora que este primeiro festival literário em Cabo Verde terminou, esteve à conversa com a jornalista Raquel Marinho.

  • À conversa com José Luiz Tavares
    16:41

    Festival de Literatura-Mundo do Sal

    José Luiz Tavares nasceu no Tarrafal, Ilha de Santiago, Cabo Verde em 1967. Estudou literatura e filosofia em Portugal, onde reside, e publicou vários livros de poesia, que lhe valeram vários Prémios Literários. Foi um dos convidados do Festival de Literatura-Mundo do Sal, onde lançou o seu mais recente livro "Polaroides de Distintos Naufrágios", pela editora Rosa de Porcelana.Esteve à conversa com a jornalista Raquel Marinho.

  • À conversa com Inocência Mata
    18:10

    Festival de Literatura-Mundo do Sal

    Inocência Mata é Doutora em Letras pela Universidade de Lisboa e professora da Faculdade de Letras na área de Literaturas, Artes, e Culturas. É membro da Associação Internacional de Estudos Africanos, membro fundador da União Nacional de Escritores e Artistas de São Tomé e Príncipe, sócia honorária da Associação de Escritores Angolanos e membro correspondente da Academia das Ciências de Lisboa - Classe de Letras. Dá actualmente aulas na Universidade de Macau, e está em Cabo Verde, na Ilha do Sal, para participar no Festival Literatura-Mundo do Sal. Esta manhã, esteve à conversa com a jornalista Raquel Marinho.

  • À conversa com Germano Almeida
    24:46

    Festival de Literatura-Mundo do Sal

    "A minha ideia de escrever histórias é como se estivesse a contar histórias. Tenho sempre, digamos, alguém a quem estou a contar uma história. Por isso é que o estilo é coloquial." Germano Almeida, Ilha da Boavista, 1945, estreou-se como contista no início da década de 80 na revista Ponto & Vírgula, e tem uma obra de ficção de quase duas dezenas de livros. A sua obra está traduzida e publicada em vários países, sendo "O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo" um dos seus títulos mais conhecidos. É um dos convidados do Festival Literatura-Mundo do Sal, em Cabo Verde, onde conversou com a jornalista Raquel Marinho.

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Portugal pode perder parte dos fundos comunitários
    2:21

    Economia

    Portugal arrisca-se a perder parte dos fundos comunitários atribuídos ao país, se não acelerar a execução dos programas que têm comparticipação de Bruxelas. A notícia é avançada pelo jornal Público, que revela que o país ainda está longe de cumprir as metas mínimas. O Executivo desdramatiza e acredita que serão cumpridas até ao final do ano. O Governo diz mesmo que Portugal deverá ser um dos países com melhores taxas de execução.

  • Proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causas do Alzheimer
    2:33

    País

    Uma proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causadoras do Alzheimer. A revelação, feita pelo prémio Nobel da Medicina de 2014, será discutida no terceiro dia da cimeira mundial sobre doenças neurodegenerativas na Fundação Champalimaud, em Lisboa. A partir de hoje, serão apresentadas novidade nas investigações científicas sobre a epidemia silenciosa, que atinge 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.