sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Presidente da FIFA proibido de sair da Suíça até à conclusão das investigações

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, está proibido de sair da Suíça até estarem concluídas as investigações sobre corrupção no mais alto organismo do futebol mundial. A imprensa internacional adianta mesmo que Blatter pode ser ouvido ainda esta quinta-feira pela polícia. 

Blatter convocou uma reunião de emergência em Zurique, em que esteve reunido com representantes das seis confederações para debater a investigação que levou à detenção de dirigentes e ex-dirigentes do organismo.

Blatter convocou uma reunião de emergência em Zurique, em que esteve reunido com representantes das seis confederações para debater a investigação que levou à detenção de dirigentes e ex-dirigentes do organismo.

WALTER BIERI / Lusa

O também candidato a novo mandato convocou uma reunião de emergência em Zurique, em que esteve reunido com representantes das seis confederações para debater a investigação que levou à detenção de dirigentes e ex-dirigentes do organismo.

Os detidos são acusados de conspiração e corrupção, num caso que envolve subornos no valor de 140 milhões de euros.
  • "Não consigo controlar todos", diz Blatter

    Corrupção na FIFA

    O presidente da FIFA diz que não consegue controlar toda a gente no organismo máximo do futebol, reagindo ao escândalo de corrupção que ontem rebentou com a detenção de sete dirigentes. Joseph Blatter admite que o caso traz "vergonha e humilhação". Não se vai demitir e continua na corrida nas eleições de amanhã.

  • Blatter diz que é preciso restabelecer a confiança na FIFA
    1:49

    Desporto

    Joseph Blatter não se demite e continua na corrida às eleições de amanhã para a presidência da FIFA. O candidato ao quinto mandato na liderança do orgão máximo do futebol diz que as notícias sobre corrupção são uma vergonha e humilhação para o futebol. Na abertura do congresso da FIFA, Blatter disse que é preciso restabelecer a confiança que foi perdida.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • "Precisamos de uma melhor zona Euro"
    0:30